Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



Sobre os olhos, Recantista,
Convido-o a versejar.
Deixa tua veia de artista
Bela trova revelar.

*********************

Um verde olhar me fitou,
mexeu co´a minha vida.
Quando de mim s´afastou
perdi a minha guarida!

(Sonia Maria Cidreira de Farias)

********************

Teus olhos que já não vejo
(escuros como breu)
trazem de volta o desejo
de quando ainda eras meu!

(Lilu)

************************

Olhos Espelhos d´alma
Ora vêm com calma
Também olham admirados
Mas adoram ser amados...

(Vanuza)

**********************

Os olhos são a ponte
que levam ao coraçao
o falar dos amantes
no silêncio da emoção.

(Maria Luiza D Errico Nieto)

*********************

Olhos, espelhos da alma
Sejam de qualquer cor
Basta vê-los, vem a calma
Do olhar do meu amor

(Denise Severgnini)

*********************

Olho teus olhos e arquejo,
perdido num labirinto:
não sei se louvo o que vejo
ou se confesso o que sinto.

(Dorival Coutinho da Silva)

*********************

Teus olhos me fascinam 
Me perco nesse olhar 
Esquecendo a minha sina
Me ponho a versejar
 
(Cherry Blossom)

*********************

Mardilê Friedrich Fabre
Enviado por Mardilê Friedrich Fabre em 18/10/2007
Reeditado em 25/10/2007
Código do texto: T700168
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mardilê Friedrich Fabre ( http://www.recantodasletras.com.br/autores/mardile)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mardilê Friedrich Fabre
São Leopoldo - Rio Grande do Sul - Brasil
1405 textos (1495633 leituras)
151 e-livros (19794 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 09:41)
Mardilê Friedrich Fabre