Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Descrever - Paulo Mello e Amigos

Paulo Mello
Vera Hernandes / Paulo Mello
Schyrlei Pinheiro / Paulo Mello
Angella Tavares / Paulo Mello






Descrever

Meu doce amor,
minha doce poeta
Amor de mil loucuras.
Simplesmente amor.
Você descreve em versos e prosa
a beleza natural.
Do céu, das estrelas da flor.
Descreve com perfeição sobre a
vida, do cotidiano e até da luz
que envolve o ser humana.
Só não consegue me descrever.
Falar do amor que sinto.
Do quanto te quero, da minha
sensibilidade por ti.
Consegues versejar sobre o buquê de
flores que te enviei, com frases de efeitos.
Mas eu não recebo tuas palavras.
Se tens o desejo e esse ainda não
aflorou com intensidade, deixa-o
eclodir, porque vou permitir
que sintas o que é o amor.

Paulo Mello
25.07.07




                                                                                           
Descrever

 

Vera Hernandez

 

 

É difícil dizer,

Quando se ama.

Em verso ou em prosa.

Apenas amamos.

Não sei muito falar de amor,

Do  amor que existe em mim.

Apenas,

Descrevo sobre flores,céu e vida.

Não sei falar de amor.

Pouco sei sobre versos.

Mas sei que amo,

Esse poeta que,

Dentro de ti habita.

Poeta completo,

Que fala de amor,

Dor,

Sofrimento,

Consolo...

Como poderia chegar,

Aos teus pés,

Quando teus versos,

Inebriam minha alma,

Minha vida,

Meu sofrer.

Vivo para ouvir-te,

Nesses teus versos,

Que caem,

Em minha alma...

Como um bálsamo,

Para minha dor,

E meu sofrer.

Grande poeta maior...

Que faço com,

Minhas palavras,

Se não sei falar de amor.

Esse seu amor imenso,

Contagia-me,

Inebria-me,

Apenas sei dizer...

Amo-te.

Poeta cheio de vida,

Luz e paz.

Tuas poesias,

Tudo que escreves,

É loucura de mim

 

 

Vera Hernandez

27.07.07






Ouça

Venha, acomoda-te a meu lado,
ouça somente ouça.
Ouve o que meu coração diz,
sobre ti.
Do tanto que ele te quer perto.
Ouça os descompassos das batidas,
quando estas próxima.
Somente ouça, não digas nada,
não é preciso, nos entendemos no olhar.
Para descreve-la, poderia eu fazer,
com habilidade, mas não é assim que
te quero.
O que sinto é diferente é mais que
a rosa, do que seu perfume, é algo
inexplicável. Sensações diferentes
agitam o corpo. Uma ancia que sufoca
na vontade de estar em teu braços, juntinho a ti.
Namorar em silencio nos olhares.
Vem e somente ouça,
ouça o meu coração.

Paulo Mello
27.07.07







DESCREVER
Schyrlei Pinheiro

  Ver em palavras, a verdade
de seu interior brotar;
sem censuras, ter a sensação
 de  liberdade no ar, indo e vindo,
deixando o pensamento voar,
com um sentimento tão puro,
que ninguém pode macular.
Invisivel, incrivel, fantástico
na arte de amar, e criar;
sem limites, respeita a beleza,
que descreve, no eterno divagar,
parte de sua vida, com direito de sonhar

Reg 794 053






Em Verdade

Em verdade amiga, você descreve
sabiamente a liberdade do ir e vir.
Das sensações libertas do corpo
em harmonia e da paixão da vida.
Onde o respeito mutuo impera no
respeito ao próximo.
Emoções límpidas que fazem do
poetar a alegria do leitor na clareza
de textos e transparência do autor.
Liberdade essa conquistada por
poucos ao compor linhas na trajetória
da vida, transmutando para a dissertação
rabiscada no papel diário.
E...Nós ?
Apenas
Descrevemos.

Paulo Mello
02.09.07




Descrever
Angella Tavares

Paixão... esse  descrever  me
chamando  de poeta ...
essa sou eu...
nas entrelinhas desses versos teus.
Quando falo de amor
me sinto dentro de um mundo repleto de brilhos, gliter...
e  exaltação.
Amar é dar-se inteira
e viver com estrelinhas nos olhos e
coração em festa
danço, canto...deliro
minh'alma  brilha de tanto sentimento
lindo  ...forte  sincero e inteiro
que me faz gemer sozinha pensando em você.
Ah! esse amor  ...esse amar  retribuído  que me chega
mais uma vez
e que me amacia a pele
doura meus cabelos
te ouço sempre ...em qualquer lugar que esteja
te sinto...
as tuas  mãos  rústicas   mas excitantes sempre
o teu beijo que me enlouquece
os teus sussuros  mais apaixonados
e ...
  cheios de tesão...
amar é isso...
nessa  hora sem hora
nesses momentos sem fim
apenas duas palavras resumem  o que sinto
meu   louco amor do sempre
quando colado a mim diz:
te amo ...  eternamente.

Angella Tavares
30-07-07
14:28h



Poetizar

Todos somos escritores por natureza,
 amadores no desenrolar das linhas,
profissionais quando levamos nossas
idéias aos leitores.
 Na simplicidade de nossas linhas e no
 contexto das poesias.
Proporcionamos  viagens em seus interiores.
Viagens onde encontram amores
perdido dos tempos de outrora.
Alguns em fases de construções, namoros.
Outros ainda em franco desenvolvimento
das partes enamoradas.
Poetizar é estar enamorado sempre.
Pelo Dia
Pela Noite
Pelo Admirador
Pelo Fã
Por Ti
Por Mim
Por Nós.
É colocar no papel o
 sentimento.

Paulo Mello
02.09.07
Paulo Mello
Enviado por Paulo Mello em 02/11/2007
Código do texto: T720119
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Mello
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 63 anos
446 textos (11378 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 05:17)
Paulo Mello