Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A moça intocável do ônibus!

Estávamos naquela mesma parada, eu costumava sempre pegar o mesmo ônibus, no mesmo lugar e sempre com os mesmo amigos, estávamos vindo do cursinho de inglês, e já era um pouco tarde mas naquele dia, algo surpreendente aconteceu! Sem que eu percebesse se aproximou uma garota muito simples, muito sorridente e parecia estar muito contente... Ela estava com duas amigas, ela parecia estar muito feliz mas ao chegar ao meu lado, ela parou de sorrir. Fiquei um pouco confuso mas ela me chamou atenção, porque mesmo sem sorrir, ela estava me encarando de uma forma diferente, aqueles olhos não eram comuns, eles pareciam ser diferentes dos outros e foi olhando para os lindos olhos dela, que pude encontrar o meu paraíso, foi nos olhos dela que encontrei o paraíso que sempre quis ver antes e parecia ser algo incrível porque parecia que até mesmo o tempo havia parado, para nós dois nos admirarmos... Eu olhava para os olhos dela e tudo parecia estar em câmera lenta, parecia ser uma linda cena de um filme de romance ou quem sabe a parte mais linda, de um conto de fadas, eu costumava ver muito essas cenas nos filmes, nas novelas, nas histórias românticas que eu costumava ver mas naquele dia, no ponto de ônibus, ao lado dos meus amigos, eu pude viver tudo aquilo, como se fosse um lindo e encantado sonho!
.
.
Era só um olhar...
Mas não parecia ser tão simples...
Porém aquele olhar me fez perder o fôlego...
E enquanto eu parecia estar forte por fora.
Por dentro eu estava tremendo, e enquanto tremia,
me perguntava o que será isso? O que está acontecendo?
- Será que eu estou vivendo, uma história de amor?
.
.
.
Entramos juntos no ônibus e enquanto trocávamos olhares, as outras pessoas nos olhavam e pareciam entender que ali, estava acontecendo alguma coisa, que alguma história estava sendo contada, enquanto aqueles belos olhares se cruzavam, juntos chamávamos à atenção das pessoas e enquanto andávamos juntos, parecia que estávamos desejando que as nossas mãos, se cruzassem mas quando nos tocávamos, rapidamente o medo nos alertava do que o outro talvez, estivesse pensando...
.
.
- Nós nos julgávamos incapazes, de sermos tocados
um pelo outro e era por isso, que nós nos afastávamos...
.
.
.
Então nos sentamos um ao lado do outro e sem perder tempo comecei à conversar com os meus amigos, ela conversava com as amigas dela, ela costumava olhar direto o seu telefone mas parecia que aquilo só era feito, para que ela pudesse desviar o olhar para me ver mas ainda assim, eu não media esforços e à olhava diretamente; todas as vezes... Mas ainda assim, parecia ser impossível conseguir falar com ela, parecia ser impossível conseguir ouvir à voz dela, era como se ela só pudesse ser ouvida pelas suas amigas mas eu ainda queria, eu tentava, eu deseja, eu ainda sonhava em ouvir aquela moça falando o meu nome e por isso eu parava tudo, não respondia aos meus amigos, só para poder prestar atenção; no que elas estavam conversando...
.
.
Eu estava chegando ao meu ponto final, ao meu destino, aonde eu iria ter que sair de perto dela, estávamos chegando no lugar aonde infelizmente nós iríamos nos separar mas quando o ônibus parou, ela simplesmente se levantou e ao meu lado ela chegou, e eu à deixei passar... A felicidade era tanta que nem poderia descrever pois eu poderia vê-la, por mais alguns minutos... Então fomos juntos para a mesma direção, parecia que o destino queria nos juntar, pois nós estávamos caminhando para o mesmo lugar e enquanto ela andava vagarosamente, o mundo parecia estar em câmera lenta, ela parecia chamar à atenção de todos e enquanto andava na rua, as pessoas viravam o rosto para vê-la, ela parecia estar desfilando, aquela garota era diferente das outras que eu costumava ver pois mesmo parecendo ser tão simples, ela tinha no sorriso, nos lábios, no jeito, uma forma tão incrível que ultrapassava o brilho das estrelas, que ganhava da beleza do luar e mostrava ao mel, que nada poderia ser mais prazeroso do que ela!
.
Mas amanhã, também terá aula de inglês e ao chegar no cursinho, dessa vez eu tentarei me declarar só pra ela... Eu ainda não sei como vai ser e nem tenho nada planejado mas espero que o meu brado, possa encantá-la!
..
..
E na próxima parte, vamos conhecer essa declaração
..
..
Dizem que ela é muito exigente e que não é nada fácil, conseguir conquistá-la mas mesmo assim, vou tentar chamar à atenção dela e ao chamar à atenção dela, eu irei me declarar!
.
Título da próxima Parte!
.
A declaração à moça intocável do ônibus!
Jean Frases
Enviado por Jean Frases em 27/06/2017
Reeditado em 02/08/2017
Código do texto: T6039234
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Jean.Frases). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jean Frases
Jaboatão dos Guararapes - Pernambuco - Brasil
516 textos (5929 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 17:59)
Jean Frases