Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os sonhos de Jean e Debora. Parte 15.

Finalmente chegou o momento de ler essa história, a história daquele lugar, do lugar aonde as crianças são os chefes, do lugar aonde as crianças mandam em tudo, do lugar que é mostrado como simples por fora, mas incrível por dentro... Essa é a história da cidade das crianças, da incrível cidade do faz de conta!
.
.
A cidade do faz de conta
.
.
Essa é a terra do faz de conta, o lugar mais infantil da nossa cidade, aqui é o lugar aonde os sonhos das crianças podem se tornar realidade, e aonde elas podem viver, aqui é o lugar que toda e qualquer criança, vive à chamar de paraíso!
.
Tudo isso porque aqui é a terra do faz de conta, aqui é o lugar aonde você pode se tornar tudo o que quiser, dizem que pode parecer impossível mas dizem que aqui, é aonde vivem as mais incríveis crianças do mundo, porque aqui é o lugar aonde elas conseguem ser mais do que apenas crianças, porque aqui é elas quem mandam, elas comandam tudo, elas são os próprios super-heróis que precisam, aqui as crianças são tudo, do mais simples ao mais completo. As crianças costumam brigar com os adultos pois aqui, eles não sabem fazer nada, aqui é o lugar aonde tudo se transforma, aonde o belo é incrível, aonde o doce é eterno, aonde a sabedoria é o mesmo que a inocência mas aqui é aonde a inocência predomina.
.
.
Aqui é o lugar que vivemos à chamar de
paraíso, se realmente ainda somos crianças...
.
.
Porque aqui é o perfeito paraíso, para qualquer criança...
Mas também é um lugar fantástico, para qualquer adulto!
.
.
O mais incrível é que foram citados muitos paraíso mas esse aqui, em especial, ainda não havia sido citado mas essa história, a história sobre esse paraíso, sobre a cidade do faz de conta, também precisava ser contada... Aqui é um lugar incrível e ao entrar na cidade, vocês poderão entender o porque, aqui é um lugar muito simples olhando de fora mas assim que você entra, assim que passas pelo portão, absolutamente tudo se transforma, pois as coisas mudam e você começa à ver tudo, sim, você começa a ver tudo, tudo o que você não conseguia ver antes!
.
.
.
O nome não é a terra do faz de conta, por acaso...
Assim que você passa pelo portão, tudo se transforma...
O novo, se torna adulto. O adulto, se torna criança. O sábio se torna adolescente, e os adolescentes, se tornam aprendizes!
.
.
.
Esse lugar é incrível, essa é a terra do faz de conta, aqui é o lugar aonde o coração das crianças criam asas, aonde o coração das crianças podem voar, aqui é um lugar mágico mas basta passar pelo portão, que tudo muda, que tudo se transforma...
.
.
.
Olhando de fora, até parece ser um lugar simples...
Só o que tem de especial é um arco-íris, que sempre brilha...
Fora isso, acho que essa cidade não tem mais nada de especial.
Esse era o meu pensamento, antes de entrar na cidade...
Mas quando eu passei pelo portão, tudo mudou...
.
.
De fora, eu não pude ver nem um pássaro, não pude ver nem uma boneca, nem um brinquedo, eu só conseguir ver uma cidade muita calma, simples porém bem limpa. Uma cidade aonde tinha uma pequena fonte no seu centro, não era um lugar muito grande mas tinham muitas crianças ao redor daquela fonte. Mas quando eu passei pelo portão, tudo se transformou, só para começar o céu se tornou de chocolate, apareceram belos pássaros e eles me deram bom-dia, os pássaros falavam, era incrível... Andei mais um pouco e pude ver alguns brinquedos, até passaram algumas crianças que me fizeram sorrir, elas estavam de terno e de gravata, elas estavam com o telefone na mão e ao desligar, um rapaz muito pequeno murmurou dizendo que os adultos, não sabem de nada e que eles só fazem o que é errado... Então ele ligou para alguém, não sei quem era.. E eu fiquei o observando, mas então apareceu na frente dele um velocípede, assim, como um passe de mágica e ele pegou o seu velocípede e foi embora... Eu não sabia o que estava acontecendo, fiquei assustado mas eis que surge o inesperado, passou uma garotinha do meu lado, ela estava com uma boneca nos seus braços e adivinha, a boneca estava lhe contando histórias, eram lindos romances e eu fiquei fascinado com aquilo...
.
.
Era um lugar incrível, então olhei bem de longe, aonde havia uma fonte, que de fora a sua água era cristalina, mas após passar pela porta, a sua água se tornou azul, mas eu não sabia o porque...
.
.
Eu não sei se é normal mas chegaram alguns Homens perto daquela fonte, e eles fecharam os olhos, e levaram às suas mãos até à água e então eles beberam daquela água, se passaram alguns segundos e aqueles senhores de cabelos grisalhos, simplesmente se tornaram adolescentes, crianças, todos eles ficaram mais jovens... E eu fiquei assustado, me perguntando o que era aquilo, então chegou perto do poço uma criança e ao beber da água, se tornou um Homem bem mais velho, pensei que estava ficando louco mas me disseram assim: Essa fonte tem poderes mágicos, poderes que podem transformar os adultos em crianças, as crianças em sábios, mas ela também consegue transformar os que são sábios, em adolescentes... Eu não sabia se acreditava, se andava, se me mexia, eu não sabia o que fazer, eu estava assustado pois tudo aquilo parecia ser mentira, era como uma história que havia sido escrita por algum louco, não sei... Mas então, eu andei e apareceu uma criança, bem vestida e me perguntou se eu queria conhecer à cidade, se eu era novo, se já tinha visitado aquele lugar... E eu lhe disse que era a minha primeira vez, então ele pegou na minha mão e me levou para conhecer aquela pequena cidade... Mas ele também tinha muitas palavras encantadoras, aquele garoto me fascinou sabia, ele me puxou para perto dele e me falou assim...
.
.
Esse aqui é o lugar aonde tudo é poesia, aqui é um lugar poético, aonde as poesias são diferentes daquelas que você costuma vê por aí, aqui existe uma poesia que foi escrita para encantar apenas as crianças, é uma poesia dedicada aos pequenos, aos belos sábios de pés pequenos... Essa é a cidade da poesia, e essa é a poesia que conta a história da nossa cidade, é uma poesia que fala sobre histórias de Fadas, de Gnomos e de belas crianças, que assim como eu, se tornam super-heróis. Podemos até dizer que aqui é o lugar aonde as nossas fantasias conseguem voar, falamos que aqui é aonde os adultos perdem a sua força, e que aqui é o lugar aonde as brigas, não existem mais... Aqui é um lugar incrível, incrível para uma criança e fascinante para um adulto, aqui é o lugar aonde tudo é de brinquedo, aonde as bonecas costumam contar histórias de amor e aonde os pássaros, conseguem falar conosco, mas também são os pássaros quem nos colocam para dormir, todos os dias...
.
.
Eu tenho o costume de dizer que aqui é o lugar aonde o impossível é fácil de ser alcançado, mas que aqui também é o lugar aonde as crianças, costumam mandar em tudo!
.
.
Eu já estava ficando feliz e quem sabe, até estava me apaixonando por aquele lugar, quando de repente, uma multidão, muitas crianças estavam correndo, e um adulto apareceu, ele gritava é guerra, é guerra... E o garoto que estava ao meu lado, simplesmente correu, eu não pude entender nada mas alguns minutos depois, apareceram muitas crianças ao meu lado, e eu já não podia mais correr, eu estava totalmente cercado, então me perguntei se deveria ir embora ou se deveria lutar mas então, todos me mostraram os travesseiros, e então eles me bateram...
.
Era guerra mas era guerra de travesseiro, e eu nem imaginava que era isso... Mas então, sorrindo de mim o garoto voltou e continuou falando, ele disse que ali era um lugar mágico, que ali era a imaginação quem tomava conta de tudo, não a inteligencia, ele disse que ali as fantasias conseguiam viver e ter vida, pois elas costumavam mandar nas crianças e como as crianças tinham o poder de mandar em todos, elas também mandavam em tudo, ele também me disse que a idade não tinha nem um valor naquele lugar, pois lá quem são os super-heróis são as crianças e não os adultos... Ele até me disse que enquanto as crianças fazem o trabalho, os adultos apenas se sentam e vêm tudo acontecendo, ele disse que os adultos ficam com os olhos brilhando, enquanto estão desejando ser como as crianças são...
.
.
Essa é a nossa cidade, a cidade do faz de conta,
o lugar aonde tudo se transforma, aonde a vida
é perfeita, e aonde a perfeição tem vida!
.
.
Essa é a cidade aonde as crianças mandam em tudo, aqui é o lugar aonde existem muitas crianças de terno, com pasta em suas mãos e que costumam telefonar para os adultos e reclamar, sempre que eles fazem algo errado. Antes mesmo de ir conhecer as coisas, ainda sentado naquela praça, uma criança de terno e de gravata parou bem na minha frente, ela estava com um pirulito na boca, ela parou, olhou para o lindo céu de chocolate e ao suspirar disse: Esses adultos, não sabem ter responsabilidade com nada... Eu achei bem irônico pois naquela pequena cidade, tudo era diferente, as coisas não eram como são mas algo me chamou à atenção, existia uma criança, que parecia ser um guarda de transito, ele reclamava com todos que estavam andando nos seus velocípedes, mas um certo garotinho me chamou mais atenção, eu não sei o nome dele mas ele parecia ser um policial, ele estava andando na cidade quando viu um casal se beijando na praça, ele parou e começou à reclamar com o casal e lhes disse que era proibido se beijar em lugar público, eles sorriram mas parecia que já conheciam à cidade, então eles foram embora...
.
.
Essas e muitas outras coisas aconteceram aqui, nessa pequena cidade mágica, na cidade aonde as crianças são à força de trabalho e aonde os adultos, só sabem brincar...
.
.
Muitas coisas podem parecer ser brincadeira mas naquela cidade, a brincadeira é o que comanda e os adultos, são os chatos que vivem à perturbar as crianças... Não vou contar mais o que aconteceu ali mas ainda existe algo que vocês precisam saber, antes de ir embora, assim que cheguei perto do portão mágico, pude ver que começou à chover, e que muitos adultos apareceram na praça, eles começaram à beber aquela chuva e eu não entendi muito bem o porque mas assim que provei aquela chuva, entendi tudo. Era chuva de chocolate e por incrível que pareça, as crianças apareceram e mandaram os adultos entrarem, lhes disseram que não deveriam ficar na chuva, foi engraçado... Mas enquanto aquela chuva ia ficando ainda mais forte, eu passei pelo portão e tudo clareou, o céu se tornou normal e do lado de fora, as coisas se tornaram diferentes... É incrível, aquela cidade é totalmente escondida, ela só é mostrada para aqueles que passam pelo portão, assim que pude olhar de fora, pude ver que tudo aquilo havia ido embora, e eu me senti honrado, honrado em ter visto tudo aquilo, em ter vivido aquele momento, em ter me apaixonado por mais um lugar incrível, por mais um paraíso, dessa bela cidade encantada...
Jean Frases
Enviado por Jean Frases em 07/07/2017
Código do texto: T6048032
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Jean.Frases). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jean Frases
Jaboatão dos Guararapes - Pernambuco - Brasil
533 textos (6370 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 11:53)
Jean Frases