Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os sonhos de Jean e Debora. Parte 16.

As vezes parece que um mundo assim não pode existir, as vezes parece um absurdo mas seria grandioso, se algo assim pudesse ser visto, mesmo que fosse em um filme, em uma cena de cinema, em uma pequena história ou quem sabe em apenas um conto de fadas infantil, seria incrível conhecer um lugar como essa cidade... A cidade do faz de conta é um lugar incrível, tão incrível quanto belo mas é tão belo quanto inimaginável porém nós poderíamos dizer que um lugar assim tem um nome apropriado mas um lugar tão mágico assim, seria perfeito? Não sei, mas seria incrível poder saber pois um lugar como esse, tão incrível e bem pensado, parece ser tão incrível que só poderá viver nas nossas imaginações mas seria incrível, poder vê-lo.
.
.
Enquanto conhecíamos esse lugar aos poucos um novo lugar começava à ter vida, diziam que lá era o lugar mais incrível que existia na nossa cidade, até diziam que era tão incrível quanto é a cidade do faz de conta, o nome era irônico mas o que mais era irônico era o que acontecia naquela cidade. Um certo dia, estava andando com a fada e ela me contou à história desse lugar, ela disse que era o lugar aonde ela costumava ir, sempre que queria pensar no seu príncipe encantado, ela disse também que aquele era o lugar aonde o amor conseguia viver, ela disse que aquele lugar era mais incrível que muitos outros porque era naquele belo lugar, que todo o amor da cidade era concentrado, aquele lugar, aquela cidade, aquele pequeno espaço, era aonde estava todo o amor da nossa cidade mágica, o lugar recebeu um nome até que simples mas o seu nome não tira a beleza e a incrível força que essa cidade tem, mas qual seria o nome desse lugar?
.
É obvio, eu lhes apresento, a cidade do amor!
.
.
Mas antes que possamos conhecer essa história, gostaria de contar algo que aconteceu após eu ter conhecido essa cidade, é algo um pouco inesperado mas me deixou muito animado pois foi isso que fez com que a fada, recebesse o beijo que eu deixei para Debora, alguns podem não lembrar mas ao visitar o sábio do amor, lhe pedi um conselho e por isso lhe deixei um beijo naquele lugar e lá, aquele meu beijo morou por algum tempo mas quando a fada abriu a porta, o beijo foi para ela mas nem ela e nem eu, sabíamos o porque. O tempo passou e enfim tudo foi revelado, pois o que parecia impossível, aos poucos se tornou o obvio mas saiba que esse incrível mito, ou essa simples explicação é o que torna ainda mais bela a minha história, é o que torna ainda mais incrível toda essa história de amor, porque isso faz com que o meu amor por Debora, se torne ainda maior, e muito mais verdadeiro.
.
.
O grande mito que cerca a cidade das flores azuis, não é apenas a história do seu rio ou a história da cor da água do rio, não é apenas a história da cidade dos sábio ou do poder que tem os conselhos, dos Homens de cabelos grisalhos, não é apenas o mito sobre os poderes da fada que ainda não foram revelados por completo mas sim é um mito simples mas também é o mais belo mito da nossa cidade... É o mito que descreve o porque Debora não se lembra de ter escrito o nosso livro mas também é o mito que torna a fada viva de verdade, é o mito que faz com que tudo se explique, pelo menos o que ainda não era explicado...
.
.
Mas esse mito é tão incrível e tão belo, que assim que pude saber, não esperei mais nem um momento e simplesmente me apaixonei ainda mais por Debora, então pedi ela em casamento, na mesma hora... Mas alguns podem me perguntar o que fez desse mito algo tão importante assim, e a esses eu digo, apenas esperem, leiam e com muita paciência entendam, o porque um breve acontecimento, mudou tudo o que eu pensava...
.
.
Não é de costume mas...
Uma breve sinopse...
.
.
Após o suspense do mito da fada...
.
.
Eles estavam visitando as cerejeiras azuis mas então o sol começou à ir embora... O tempo foi passando devagar mas então o luar se tornou vivo, as estrelas, a luz, aquela velha brisa...
.
A brisa que aos poucos encantava os dois, fez com que Jean começasse à falar de Debora para Beatriz, mas ela ficou um pouco chateada, estava com ciúme mas não quis demonstrar, ela até começou à dar conselhos à ele mas então o inesperado aconteceu... Como a lua já estava no céu, aos poucos a luz da lua, começou à passar pelas flores das cerejeiras, e quando a primeira luz da lua tocou nos cabelos azuis da fada, eles mudaram de cor e ficaram pretos mas ela não percebeu e continuou conversando com Jean, mas ele ficou um pouco assustado mas antes que ele pudesse falar, aquela luz, a forte luz da lua, passou entre as flores das cerejeiras e a fada enfim, nos mostrou o seu segredo...
.
.
Aos poucos a fada parecia flutuar, ela estava mudando, os seus cabelos, os seus olhos, as suas roupas, até mesmo o seu corpo mudou, estava tudo mudando, tudo mesmo... E Jean estava vendo aquilo e muito assustado, ele não sabia o que fazer mas então, o inesperado aconteceu... A fada das flores azuis, se tornou uma outra pessoa, mas quem seria essa pessoa?
.
.
.
Se isso chamou à atenção de vocês, pode ser que essa história ainda tenha algo para nos contar, então vamos ler juntos?
.
Tudo já se tornou muito obvio mas vamos à história..
.
Vamos conhecer tudo, já está na hora de entendermos algumas coisas que antes, não eram explicadas... Mas espero que todos vocês também possam gostar ou amar; o meu casamento!
.
.
Foi surpreendente, Debora havia desaparecido na minha frente, mas eu não sabia o porque. Eu estava um pouco assustado, nós havíamos passado bastante tempo juntos, então fui atrás da fada para poder encontrá-la e contar à ela o que havia acontecido, mas ela me disse que não conhecia a moça chamada Debora, porém ela me pediu para acompanhá-la à um certo lugar, a um lugar que ela disse que gostava muito de ir, sempre que queria pensar no seu príncipe encantado... Ela me seduziu, contando como era o lugar, e o lugar parecia ser tão mágico, que eu fui mas na minha mente, Debora ainda estava perdida, eu não sabia aonde ela estava e nem o que havia acontecido, eu estava bem preocupado mas eu sabia que depois iria à encontrar, até mesmo porque a nossa cidade é mágica e coisas como essa, têm o costume de acontecer; pelo menos foi isso, que eu pensei!
.
.
Então, nós fomos até um certo lugar, um lugar bem divertido, um lugar muito bonito, aquele sim, era um paraíso. Poderíamos descrevê-lo como o mais belo e esse era o lugar, aonde estava guardado todo o amor da nossa cidade, mas foi conhecendo esse lugar que pude me perguntar, qual lugar mágico será que ainda há, aqui dentro da nossa cidade encantada? Eu não sei, eu realmente não sei mas gostaria muito de saber, mas espero que vocês também gostem dessa bela cidade encantada, a vocês eu apresento o lugar mais dócil da nossa cidade, o lugar mais fofo mas o mais estimulante também, o lugar aonde nada é impossível, aonde tudo é permitido e aonde o proibido é proibido existir... Eu lhes apresento, essa é: A cidade do amor!
.
.
.
A cidade do amor
.
.
.
Essa cidade é a mais bela entre todas, se você for apaixonado ou se tem o sonho de encontrar o verdadeiro amor, essa é a cidade da esperança, do desejo, do seu maior sonho... Essa é a cidade, aonde o verdadeiro amor existe e aonde o amor, vive.
.
Essa cidade pode até parecer ser muito simples mas ela não é mas vocês entenderão o porque, pois o que essa cidade tem, nem uma outra cidade poderá ter. Nessa cidade existe uma fonte, dizem que é a fonte que representa o amor das pessoas mas não é uma fonte dos desejos, é apenas uma fonte que a sua água é vermelha mas que a água cai, no formato de um coração...
.
Nessa cidade também existe uma especialidade, uma coisa que parece que só existe aqui, aqui é o lugar aonde o amor não prega com a falsidade ou com a falta de desejos, aqui é o lugar aonde o amor sabe se encontrar com as pessoas e sabe aonde ele deve entrar, aqui é o lugar, aqui é a cidade, aonde o amor floresce de tudo, deis da primeira flor que desabrocha, até a primeira bela rosa; que é dada as damas da cidade... Essa é a nossa cidade, a cidade aonde tudo é possível, aonde os príncipes e as belas princesas moram, aonde o conto de fadas mais incrível nasceu, aonde tudo é possível, e aonde o impossível é ridículo!
.
.
Eu lhes apresento, essa é a cidade do amor!
.
.
.
Eu não imaginava que uma cidade como essa poderia existir, era absurdo mas também era extraordinário, era mágico mas era por ser mágico, que eu não imaginava nunca, que poderia existir... Eu cresci ouvindo que essas coisas não existiam e nem mesmo na Tv, pude ver histórias que falassem sobre lugares assim, parecia incrível e sem-igual, parecia sensacional, na verdade era muito mais do que isso... Era simplesmente impossível de existir!
.
.
Assim que entrei na cidade, pude ver um lindo arco-íris brilhando, esse arco-íris nunca parava de brilhar, por isso falavam que esse arco-íris era o amante da cidade, diziam que aquele arco-íris tinha um caso com a cidade, só assim poderíamos definir; o porque ele nunca parava de brilhar... Mas isso não é tudo, aquela cidade era tão incrível que existiam regras, para que pudessem entrar naquela cidade, existia um portão ou um portal, quem sabe... Mas ele era mágico e só passava por ele, quem tivesse o coração puro, puro a ponto de não ter nem um tipo de preconceito com o amor das pessoas... Era o portal que escolhia quem iria ou não, entrar na cidade mágica mas isso ainda não é tudo, pois sobre essa cidade, ainda existe muito o que falar...
.
.
Eu não sabia se poderia entrar na cidade mas a fada me disse que eu deveria conseguir pois aonde eu vivia, era um lugar muito puro e por já ter sofrido, provavelmente eu ainda não tinha feito ninguém sofrer, por isso a cidade deveria me aceitar... Então, nós dois entramos juntos, a fada estava de mãos dadas comigo, e eu fiquei um pouco envergonhado; eu confesso... Mas nós dois conseguimos, nós entramos juntos naquela cidade, passamos pelo portal e quando pude ver a cidade; tudo era mágico...
.
.
.
Eu fiquei impressionado com as coisas, eram tantos casais andando de mãos dadas, eram tantas pessoas se beijando, nos bancos da praça que eu não pude contar... A fada me olhou nos olhos e com um ar de apaixonada me disse: Esse lugar é tocante, ele me enche de amor e aqui é lugar aonde eu costumo vim, sempre que eu quero pensar no meu príncipe encantado... Eu não sabia o que dizer mas a minha fada estava falando sobre um príncipe, e isso foi me deixando mais a vontade, porque eu ainda pretendia falar com ela, sobre a doce Debora...
.
.
.
Então a fada segurou forte na minha mão e saímos juntos, para enfim conhecermos aquele lugar, entramos em uma loja aonde tinham objetos para que as pessoas pudessem pegar, eram balões em formato de corações, eram ursinhos de pelúcia e caixas de bombons mas o mais incrível era que quando alguém pegava alguma coisa, em um passe de mágica, outra coisa aparecia no lugar... Mas o mais incrível das lojas desse lugar era que em todas essas lojas, existiam cúpidos que costumavam das cartinhas de amor para as pessoas, eram cartas mágicas e funcionavam da seguinte forma, você falava o que queria perto dela e tudo era escrito na carta mas não é só isso, nas ruas existiam pétalas de rosas por todo lugar, nos bancos, por cima das casas mas o que mais costumava intrigar os visitantes era que naquela cidade, nem uma casa tinha as suas janelas abertas mas uma moça que estava passando por ali me disse que é porque os casais fecham as janelas e as cortinas, quando estão amando... Eu me apaixonei por esse lugar mas o que me deixou um pouco confuso foi o porque não existe lua nesse lugar, pois normalmente é a lua quem conduz as pessoas à perdição, pelo menos era isso que eu pensava mas a mesma moça me disse que não sabia o que era "lua" então lhe perguntei o porque ali, era tão claro e ela me disse que era porque ali não haviam mascaras, não existia brigas ou falta de amor, ela disse que ali os casais viviam felizes e para sempre e que por aquele lugar ser mágico, não precisávamos nos esconder, ela disse que aquele lugar tinha nascido para que o verdadeiro amor pudesse viver na luz, viver à frente de todos mas que nunca, iria se desfazer... E antes de ir embora, ela me disse assim: Se você quer um amor que dure para sempre, é só se sentar naquele banco, no banco que fica na frente do "coração vermelho" e esperar, que a própria mágica da cidade, irá te guiar até a sua futura princesa... Essa moça parecia ser bem sábia, eu até acho que ela seria uma ótima poetisa, porque ela parecia entender da essência do amor mas não sei se é um dom que ela tem ou se é algo que essa cidade faz com as pessoas...
.
.
.
Eu estava muito contente mas assim que saímos dessa cidade, a fada me convidou para ir visitar as belas cerejeiras, ela me disse que estava com muita saudade de ir lá e por isso, gostaria muito de ir comigo, então a bela fada segurou forte à minha mão e nós fomos juntos, até as cerejeiras azuis... Eu não sabia que todas as vezes a fada tinha que falar com aquele rapaz para poder entrar ali, mas ela falou com ele e rapidamente me levou para um lugar, um lugar que ela costumava chamar, de paraíso azul...
Jean Frases
Enviado por Jean Frases em 11/07/2017
Código do texto: T6051909
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Jean.Frases). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jean Frases
Jaboatão dos Guararapes - Pernambuco - Brasil
516 textos (5929 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 17:59)
Jean Frases