Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Enquanto há vida... Há esperanças!

Era um dia comum, animais que vinham para serem examinados, vacinados e outros serviços, mais pro fim da tarde, chegou um senhor com um cãozinho nos braços, ficou sentado na recepção, esperando a vez do seu animal ser atendido.

Quando isso aconteceu, ele entrou no consultório, com os olhos cheios de lágrimas e pediu-me para sacrificar (eutanaiar)o seu amigo, que com ele, já estava por mais de 16 anos. É um cãozinho franzino, feio, sem raça, mas ele me fez muito feliz, dizia o senhor chorando.

Pedi que ele se acalmasse e relatasse o que ocorrera com o animal, ele então contou-me, que o animal estava com dificuldades para urinar e que cada vez mais, estava sendo difícil para o animal, há dois dias que ele não fazia xixi.

 Havia percorrido alguns lugares, inclusive uma Faculdade de Medicina Veterinária, mas que a opinião era sempre a mesma, (eutanásia), por se tratar de uma tumoração, na musculatura peniana onde o tumor já havia penetrado e obstruído parcialmente a uretra, dificultando a micção, provocando-lhe dores horríveis.

Ao examinar o paciente percebi a tumoração grandiosa, em quase a totalidade da massa muscular peniana, um provável fibro-sarcoma peniano, o pênis totalmente deformado, com ulcerações da pele, provocadas pela compressão do tumor sobre a mesma.

Expliquei ao senhor, que se o paciente tivesse cinco, seis anos menos, até se poderia tentar uma cirurgia de(transversão sexual parcial reparadora), mas que, com idade tão avançada e com os problemas cardíacos de função do órgão já evidentes, ele não suportaria mesmo, uma longa anestesia e mesmo que por ventura, isso acontecesse, o pós operatório sempre seria muito trabalhoso, praticamente impossível, sendo assim... 
Eu já  ia sugerir a eutanasia, quando percebi que o senhor mesmo sem entender o que eu estava falando, esboçou um ar de esperança e disse-me, doutor não entendi, mas se o senhor diz que pode ser feito algo, não importo com o trabalho e nem com quanto tempo o meu amigo terá a mais de vida, mas gostaria de tentar tudo que fosse possível. Se ele viver sem sofrimento, um dia a mais que seja comigo, já terá valido a pena todo esforço.

Diante de tanta vontade de permanecer com seu velho amigo,  recuei da idéia, e expliquei de forma suscinta, como seria feita a cirurgia,. 
Na verdade, íamos retirar todo o penis, os testículos e bolsa escrotal, dissecar toda musculatura, até encontrarmos a porção da uretra não comprometida, e naquele local faríamos a incisão para extiparção do penis, a parte saudável da uretra, seria separada da musculatura e orientada através do celular sub-cutâneo, até a região perineal, onde uma pequena incisão seria feita e fixaxão da uretra na parte muscular da região, dando-se acabamento, com a construção de uma pseudo vulva, e que se tudo desse certo, o animal ficaria urinando como uma cadela.

O senhor entendeu e solicitou que eu fizesse a cirurgia, o pré-operatório de emergência fora providenciado, devido a gravidade do caso, a pré-anestesia e a indução anestésica adequada para animais idosos fora admisnstrada.


Para surpresa nossa o paciente reagira muito bem aos anestésicos, iniciou-se então a cirurgia propriamente dita, que correra melhor do que as nossas espectativas.

Dez dias depois, ao se retirar os pontos, verificamos que o animal, parecia ter remoçado uns dois a três anos, estava alegre e o proprietário mais ainda.
o paciente foi acompanhado por mais dois meses, se mostrando em perfeito estado de saúde.

O Tico, como o senhor o chamava, viveu saudável por mais dois anos, vindo a falecer, por falência do sistema cardio-respiratório.


paulo cesar coelho
Enviado por paulo cesar coelho em 27/03/2006
Reeditado em 27/03/2006
Código do texto: T129442

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
paulo cesar coelho
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
2589 textos (470621 leituras)
57 áudios (6064 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 04:22)
paulo cesar coelho

Site do Escritor