Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A paixão de dois cadáveres.

Desceram dois caixões,
um ao lado do outro.
Seus novos donos não se conheciam em vida,
duas pessoas totalmente distintas.
Um caixão era de melhor qualidade que o outro,
em todos os seus aspectos,
e seus acompanhantes também nos seus atos finais.
Todos foram embora comentando sobre o outro ato,
do qual não participaram.
Porem após alguns dias, já haviam esquecidos dos defuntos.
No cemitério a história era outra.
Elizabeth sentia o calor de ser beijada por Kelvin
e acordara com muita felicidade,
nunca antes vivida.
Olhou para si e para ele e disse:
-O amor invade o meu ser.
Kelvin já sabido de sua decisão,disse-lhe-a:
-Somos um pela força do amor.
Os anos íam se passando, e de tempo em tempo,
alguem que estava naqueles atos, mudava de mundo,
cada um ao seu tempo,ate se completar a espera por todos,
que se conheciam entre si de cada cadáver.
E um dia já do outro lado numa coincidente reunião,
descobriram que a felicidade também não morre,
por verem que seus conhecidos tinham se conhecido.
Esta escrito...
Serás feliz,seja em qualquer fase serás.
Porque Deus não nos deixa perecer.
Deus não mente,
e perdoa por amor.

Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 22/04/2006
Código do texto: T143530
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
721 textos (26292 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:40)
Condor Azul