Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Era um planeta estranho

        Este é um micro-conto que extrai dum conto maior que se chama “Revolta num planeta menor”.
Depois de ter acabado o conto principal cheguei à conclusão que o conto que aqui vos apresento dispunha de alguma autonomia para ser apresentado de uma forma autónoma, pelo que decidi arriscar e publicá-lo quer neste site, quer um pouco por todo o lado.
        Se no entanto estas linhas tiverem a receptividade suficiente e se os comentários forem nesse sentido, dentro de pouco tempo publicarei o conto maior que lhe deu origem e que revela totalmente o mistério deste “planeta estranho”.

Era um planeta estranho.
Esquecido de tudo e de todos, a sua forma de vida era a guerra, e era para a guerra que tudo e todos viviam e morriam.
Todas as profissões eram para ela direccionadas, qualquer profissional que não fosse um guerreiro, ou tivesse uma ocupação que desse algum contributo às inúmeras batalhas, era condicionado para elas. A economia de guerra constituía um padrão a ser seguido por tudo e por todos, numa espécie de obsessão pela morte global, sendo a paz uma palavra estranha, a ser utilizada quase só estilisticamente ou como metáfora, dado ninguém de facto saber o que ela realmente representava, pois, e até onde ia a sua memória colectiva, tinham vivido em guerra perpétua.
E o mais estranho era não haver crianças neste astro.
Não havia, e ninguém parecia reparar nisso, tão envolvidos que estavam na lógica guerreira. Claro que alguns sentiam a falta delas, sentiam a falta do seu afecto, de dar e transmitir essa forma de afecto tão própria das relações humanas. Mas eles não eram humanos como estamos habituados a conhecer, eram guerreiros, e por isso as crianças não passavam de um eco esquecido nas suas mentes e corpos embrutecidos pela cadência quase interminável dos combates.
A guerra era o seu princípio, meio e fim.
A guerra era o seu passado, presente e futuro, sendo que nada mais existia, nada mais importava.
Era um planeta estranho.
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 27/04/2006
Código do texto: T146102
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170316 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:12)
Miguel Patrício Gomes