Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Melancolia

Andarilho vagando pelas estradas de terra,as mesmas por onde conduziu comitivas,navegante à deriva sem destino conhecido,não tem amada, não tem morada,os pés sangram, a desilusão impera,mais ainda a solidão que bate em seu peito, que embranquece dia a dia seus cabelos ralos,não tanto quanto a infelicidade,já teve amor,já teve valor,hoje como companheiras a saudade e a dor que poreja, a chuva que castiga rotas vestes que o cobrem,a estrada sem fim, a resignação,a desesperança vendo a todo instante caminhões a levantar poeira e a conduzir em suas carrocerias a razão da vida do velho vaqueiro...
Paulo de Tarso
Enviado por Paulo de Tarso em 25/05/2006
Reeditado em 15/03/2008
Código do texto: T162635
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo de Tarso
São Paulo - São Paulo - Brasil, 60 anos
94 textos (11228 leituras)
3 áudios (1048 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 07:39)
Paulo de Tarso