Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OS FINS NOSSOS DE CADA DIA

I

Depois que todos os convidados partiram,
retocou a maquiagem no espelho que a olhava com pena.
Recolheu as taças, ajeitou as almofadas, apagou as luzes
e começou a festa.

II

Deitado sozinho na cama de solteiro do quarto de hotel para casais,
descobriu que o ponto negro do teto era um pequeno buraco.
Naquela mesma noite pagou a diária, fez suas malas
e se mudou para lá.

III

Pela janela do vagão, a linha do trem parecia não ter fim,
por isso, na próxima parada, desceu e se prostou entre os trilhos,
até a locomotiva passar.
Fábio Fabrício Fabretti
Enviado por Fábio Fabrício Fabretti em 16/06/2006
Reeditado em 23/03/2008
Código do texto: T176719

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fábio Fabrício Fabretti). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fábio Fabrício Fabretti
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
61 textos (8405 leituras)
1 áudios (55 audições)
2 e-livros (344 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:12)
Fábio Fabrício Fabretti