Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOCÊ I


O inverno assim chegado deixa tudo como luto, mesmo sem morte. A neblina que molha o rosto se comporta como lagrima e assim chorando e se apertando, buscando calor, todos parecem ter perdido algo que mais ama.
Ali, sentado na esquina, de ruas que não vinham de lugar nenhum e não o levavam para lugar algum, ele não sabia mais se devia continuar, era um cão que correu atrás de um carro não sabe o que fazer com as rodas. Meia hora antes estava completo comprando uma luva, até que nos olhos, que não eram seu, viu.
Algo oco se encheu, pesou e não pode suportar, uma descoberta:
Terá sempre que esperar e procurar, procurar e esperar.
Cobalto
Enviado por Cobalto em 17/07/2006
Código do texto: T195937
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cobalto
Ouro Preto - Minas Gerais - Brasil, 36 anos
39 textos (1943 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:09)
Cobalto