Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Hollywood

Ele queria ser músico, mas não tinha o menor talento. Optou pelo cinema: "Uma arte em que a gente tem milhões de espectadores e corre o risco da maioria gostar do produto. Sem o menor risco de levar um tomate na cara..."
Teve uma carreira satisfatória, não era o Mozart, nem o Charlie Parker ou o Hermeto Pascoal da sétima arte, mas tinha os seus fãs. Seus filmes não eram tão ruins.
O ápice de sua carreira foi Cannes. Não ganhou a Palma de Ouro, mas assim mesmo seu discurso de agradecimento foi visto por todos. Ladinamente, era a única fala de um velho cego tocador de piano que fazia uma aparição surrealista no seu filme de ação-drama-comédia. Discurso que ele escrevera há anos num boteco e que já estava com medo de nunca poder usar...
aluísio de paula
Enviado por aluísio de paula em 14/09/2006
Reeditado em 14/09/2006
Código do texto: T240224

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar autor e link para o original. Link para www.recantodasletras.com.br/autores/olhodalua). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
aluísio de paula
Curitiba - Paraná - Brasil, 43 anos
700 textos (50952 leituras)
8 áudios (1116 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:01)
aluísio de paula