Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
PRIMEIRO ATO: AMOR

A casa estava vazia,
como sempre estivera.
O silêncio de um disco na vitrola.
O violão descansava  na parede que há muito não sentia 
o sabor da tinta.
Uma prancheta com papéis flutuantes,
Canetas afogadas em manchas.
Em cima dos livros, seus óculos descansavam.
Na cozinha, as vasilhas do café ainda sujas:
uma colher de pau de molho,
outras louças banhadas de óleo
esperavam por uma mão poética que as lavassem.
Enquanto estas mãos trabalhavam
preocupações à cabeça...
Os poemas pensavam no leito.
Fugiam-lhe das mãos pernilongos da noite.
Um lençol ainda enroscado em um canto da cama.
Naquele momento o amor era cego.
Os óculos repousavam e as lentes perambulavam em sua caixinha.
A irritação subia-lhe à cabeça.
O violão não fala.
O quadro não cai.
O disco fora de sua capa.
A cozinha chorava aos berros.
O estômago gritava as horas.
A mão rasga mais um papel.

Este é o primeiro ato do conto minimanista 
"A vida a dois em atos", escrito em 1980.
Divina Reis Jatobá
Enviado por Divina Reis Jatobá em 05/10/2006
Reeditado em 07/07/2008
Código do texto: T256631

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Divina Reis Jatobá
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 55 anos
289 textos (39970 leituras)
6 áudios (1218 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:49)
Divina Reis Jatobá