Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A GUERRA CIVIL

  Durante a Guerra Civil dos Estados Unidos,certo homem tinha um único filho,que se alistou nas forças da União.
  O pai era um banqueiro,e embora consentisse na ida do seu filho para a guerra,parecia que a sua partida,iria rasgar-lhe o coração de saudade!
  Passou a ter grande interesse pelos jovens soldados,e to-
 da a vez que via um uniforme das forças da União,seu cora-
 ção de derramava como se fosse a presença do próprio fi-
 lho.Gastava tempo e dinheiro no cuidado com os soldados
 que regressavam inválidos,negligenciando mesmo as suas ho-
 ras de serviço.
   Seus amigos argumentavam com ele,dizendo que ele não ti- nha o direito de negligenciar o seu trabalho e ocupar tan-
 to o seu tempo com os soldados que regressavam.Então ele
 resolveu abandonar tal atividade.
   Depois que havia tomado esta decisão,chegou certo dia ao
 seu Banco,um soldado trajando uniforme desbotado e trazen-
 do no rosto e nas mãos marcas de haver sido hospitalizado
   O pobre rapaz estava procurando nos bolsos alguma coi-sa,quando o banqueiro o viu e percebendo o seu propósito,
 disse-lhe-"Meu caro rapaz,não posso fazer nada por você hoje.Estou extremamente ocupado. Terá que voltar para o
 quartel. Os oficiais tomarão conta do seu caso."
  Mas o pobre convalescente continuou alí,parecendo não en-
 tender bem o que lhe era dito.Continuou remexendo os bolsos,até que achou um papel encardido com algumas linhas escritas a lápis e o colocou diante do banqueiro. Alí esta-
 vam as palavras:"Papai,este é meu amigo especial,ferido no
 último combate,e que esteve no Hospital. Por favor,receba-o como se fosse eu." Assinado:Carlos.
 Num momento todas as resoluções de indiferença cairam por
 terra. Levou o rapaz para a sua casa,colocou-o no quarto
 de seu filho,deu-lhe o lugar do filho à mesa e o conservou
 em casa até que o alimento,o repouso e o carinho,lhe res-
 tituisse a saúde.
  ...que os amaste a eles,assim como me amaste a mim.(Jo.
    17:23).
Maristela
Enviado por Maristela em 27/10/2006
Reeditado em 13/04/2013
Código do texto: T274995
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maristela
Cambuci - Rio de Janeiro - Brasil
1240 textos (217140 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:35)
Maristela