Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor Incondicional

Após meses de inconsciência emocional Clarice debulhou-se em lágrimas ao escutar mais uma vez de sua amada o quão não lhe era importante. Seu pranto delatava que sofrera de um amor inconseqüente, ao qual seu término era inevitável. Decidira então sair de sua passionalidade para um mundo que a protegera de qualquer tributo àquele que a matava: seu sentimento.

Desamparada, refugiou-se nos braços de Maria onde sempre encontrou conforto e cuidados. Doce Maria, ingênua, jamais desconfiara da morte do coração de Clarice que mesmo ao encapsular o que sentira por Cecília, não pudera dar tudo o que de direito lhe pertencia.

Maria no entanto sentira Clarice presente, e isso lhe trazia muita paz e segurança. Seus pensamentos já não estavam voltados para sua rival, e sim para viver o momento que lhe era dado com atenção e cuidados por sua companheira. Isso só era possível, porque Clarice entendera que amara incondicionalmente; vivia a vida com a intensidade que lhe era devida. Nunca permitira que Cecília a transformasse em simples momentos monótonos de afeto não vividos. Reduzir seus sentimentos a isso, a mataria com tanta autoridade que jamais seria possível amar de novo.
Anna Valentina Belaciano
Enviado por Anna Valentina Belaciano em 22/11/2006
Reeditado em 04/09/2014
Código do texto: T298539
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna Valentina Belaciano
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 35 anos
30 textos (1799 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:38)
Anna Valentina Belaciano