Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A IDA DA VIDA

       A primeira tela, ela pintara com as tintas da emoção. Raiva. Saudade. Sobras  de um abandono seco após deleitáveis dias de um tempo de  amor suposto desmedido.
       Da primeira, vieram outras _ sôfregas, portentosas, tintadas de sol, de mar, de verde, de pássaros em profusão. Prêmios aconteceram como coelhos na cartola. Fez-se uma artista de poder. Entre tanto e tantos,  ele nunca  voltou........
       Dor maior chegou-lhe com um duplo vazio. Alguém viu o sangue por baixo da porta. O primeiro quase lhe esvaiu a vida e o outro fê-la desaprender como riscar,  baralhar  cores, soltar  pássaros a voar sobre o mar.
       Onde hoje vive, é aquela que brinca de boneca, dia e noite.  Pelo vão da  cabeça de uma boneca de louça, ela enfia e move sua  mão e  fixa-se  no abrir e fechar de olhos que suscita no  seu brinquedo de menina.  Noite e dia
Terezinha Pereira
Enviado por Terezinha Pereira em 17/09/2007
Código do texto: T656029
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Terezinha Pereira
Pará de Minas - Minas Gerais - Brasil, 68 anos
124 textos (55544 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 07:21)