Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cicatriz

Assim,  de sopetão, lembrou da cicatriz que tinha no joelho. Deu saudades ou apenas uma lembrança, mas arregaçou as calças até visualizar a marca (bem menor do que quando feita). Passou o dedo por cima. Lembrou. Brincadeira de criança. Na verdade havia sentido a dor do choque inicial. Havia sentido a dor nos dias seguintes enquanto não cicatrizava. E por que não dizer que ainda sente a dor quando o tempo muda (?). O que importa mesmo é que ela está lá (e sempre estará) para lembrar. Nem toda cicatriz é triste.
Paula Cury
Enviado por Paula Cury em 02/11/2005
Código do texto: T66525

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Paula Cury
São Paulo - São Paulo - Brasil, 47 anos
114 textos (8472 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:24)
Paula Cury