Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A DISTÂNCIA ENTRE NÓS (**)

        Nessa hora, uma mulher está soltando na praia, à beira de um mar barrento, uma penca de balões de gás de todas as cores que acabara de comprar com o parco valor que recebera de acerto pelos seus últimos dias de trabalho naquela casa onde havia aplicado anos, anos e anos de sua miserável e iletrada vida.
        Com efeito! _ Murmurava a empregada analfabeta. O diabo do moço surgiu de relance, pintado de bom e de letras. Casara-se com a filha da patroa de muitas posses. Pouco depois, não satisfeito com os carinhos da jovem mulher grávida, seduziu-lhe a neta, único ser que lhe restara de sua família. Um dia, sabendo-se pilhado, deu um jeito nas contas da sogra, de jeito que parecesse que ela, empregada de anos, anos e anos, nos quais desfrutara de inteira confiança, até mesmo do falecido melindrado patrão (de uma agulha até aos serviços bancários), houvesse lhe surrupiado valores. Valeu a tinta de bom e de frases do genro recente. Resta-lhe contemplar o vôo livre dos balões em direção ao infinito........
 
 
Terezinha Pereira
Enviado por Terezinha Pereira em 02/10/2007
Código do texto: T677225
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Terezinha Pereira
Pará de Minas - Minas Gerais - Brasil, 68 anos
124 textos (54916 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 05:36)