Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Musas Brasileiras

     CAMILA, AH!
     Eu tinha apenas 17 anos e ela, 25.
     Havia algo de insano naqueles olhos.
     Indício verdadeiro. Numa noite em que discutimos, fomos dormir separados: eu na sala e ela, no quarto.
     Uma dor terrível arrancou-me do sono.
     Entre minhas pernas, eu vi sangue. Nas mãos dela, minha virilidade.
                                                  *
     AMÉLIA
     - Que decote é esse? Se não trocar de blusa, eu me nego a sair contigo.
     -  Por que isso agora? Você nunca foi ciumento.
     - Ciúmes? Antes fosse ciúme. É vergonha mesmo. Os pêlos do seu sovaco estão maiores que os meus.
                                                 *
     SÍLVIA
     Era uma moça muito dada. Dada mesmo, nem cobrava.
     Os pais, de origem roceira, só chamavam-na de “Sírvia”.
     Bem condizente. Sírvia. Sirva. Sirva-se.

                                              * * *
(Camila - Nenhum de Nós; Amélia - Mario Lago; Sílvia - Camisa de Vênus.)
Wilson Gorj
Enviado por Wilson Gorj em 09/10/2007
Reeditado em 09/10/2007
Código do texto: T686825

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wilson Gorj
Aparecida - São Paulo - Brasil
319 textos (22903 leituras)
2 áudios (344 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 05:00)
Wilson Gorj