Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

(o) sexo eterno

Ela trouxe a gata que se foi enroscar junto do cão, o cão não ficou aleijado no último conto...
Ia eu contar uma história, mas saiu uma "baita" duma reflexão, cá vamos:
No Homem só o sexo é, ou devia ser?, imortal! Senão, vejamos... Os seres unicelulares, exemplo as amebas, protozoários, vírus, ou a mais simples bactéria, são seres imortais enquanto existir a espécie. É uma célula que acaba/continua o seu ciclo de vida dividindo-se em duas: e_ter_niza-se (pausa para um longo chocho)!...
Na nossa espécie, só nas células sexuais podemos gozar da mesma transformação em continuidade. Não deixa de ser aliciante pensar a presença destas células fazendo-nos (fazendo nós...) ser: sexo eterno (a descendência crescente, a transbordar no mundo)!...
A história "caiu bem", aparte no que conto, terminei.
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 23/11/2005
Reeditado em 23/11/2005
Código do texto: T75400
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310491 leituras)
37 áudios (39565 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 01:48)
Francisco Coimbra