Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EM MÃOS.

Minha Sinhora.

Istô inviandu esti biete pra dizer qui a Sinhora deve de tumar conta de seu fio. Ele ta fazendo o meu sofrer muito.
Nois sabemos que ele é mais duque a Sinhora, mas mãe é mãe e deve se fazer obedecer. Eu não sei o que se passa na famia da Sinhora, mas coisa boa não é, onde já se viu, martratar tanto assim uma criancinha que nem o zé, nem dois anus ele tem ainda e já passa por tanta dificulidade. Eu sei que em briga de crianças as mães num deve se meter, mas não sei até quando o zé vai aguetar, ele ta como uma lesma que se arrasta pela casa.
Por conta de seu fio meu marido nem trabaio consegue. Sei que vivemos num inferno, mas quem é Deus, é tanto daqui quanto do céu. Imponha sua ortoridade minha Sinhora e faça argo por nós.


                                          Amem.
Cobalto
Enviado por Cobalto em 25/11/2005
Reeditado em 14/02/2009
Código do texto: T76097
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cobalto
Ouro Preto - Minas Gerais - Brasil, 36 anos
39 textos (1943 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:13)
Cobalto