Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vingança



Bordava. Era moça e bordava. Ninguém bordava como ela. Linha e agulha no tecido macio, transformando o branco vazio em fantasias multicoloridas com perfeição. Era moça bonita e bordava num constante de dias sem parar e o branco sumia entre seus dedos de todas as cores. Bordava e era moça bonita. Furava o tecido. Passava a linha. O branco sumia aos olhos arco-íris. Bordava, bordava sim. Picou o dedo. Chorou a dor. Largou o bordado para nunca mais. E o branco enfim, sorriu vermelho feliz.
Paula Cury
Enviado por Paula Cury em 13/12/2005
Código do texto: T85243

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Paula Cury
São Paulo - São Paulo - Brasil, 47 anos
114 textos (8469 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 04:59)
Paula Cury