Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COMO MALASARTE COZINHA SEM FOGO

_____________________________________________________

Histórias de Pedro Malasarte

Aí vai uma história de Pedro Malasarte; história tão certa como ela se passou, que nem contada em letra de forma, ou pregada de púlpito, seria tão verdadeira.

Chegando, certa vez, Pedro Malasarte à cidade, logo se meteu em divertimentos e gastou todo o dinheiro. Mas antes que ficasse de todo limpo comprou uma panelinha de ferro, com três pés para apoiar sobre o fogo, uma matula e seguiu viagem.

Já era por umas onze da manhã, quando avistou um rancho desocupado. Apertado de fome, resolveu descansar ali. Fez fogo, pôs a panela de três pés com a matula a aquecer.

Mal acabara de aquecer a matula, vem chegando uns tropeiros. Pedro Malasarte mais que depressa pôs um monte de terra sobre o fogo, de modo que não ficou um graveto a vista, e ficou muito quieto diante da panelinha que fumegava.

Os tropeiros vendo aquilo ficaram muito espantados e perguntaram:

— Que moda é essa, caboclo, de cozinhar sem fogo?

Pedro respondeu logo:

— Isto não é para todos. Pois não vêem que minha panela é mágica?

— Então, ela cozinha sem fogo?

— É como estão vendo, e a qualquer hora. Mas como o médico me disse que estou por poucos dias e precisando de dinheiro para encomendar o corpo, posso negociá-la.

Os tropeiros viram na panela um verdadeiro achado; provaram da comida e acharam tudo muito bom.

Compraram a panela, pagando por ela o preço que Pedro Malasarte lhes pediu.

Vinha caindo à noite, quando os tropeiros foram cozinhar sem fogo e deram com a trapaça de Malasarte, que já tinha sumido nesse mundo de Deus.

Pois foi assim que aconteceu e já lá vão quarenta e cinco anos ou talvez cinqüenta, que nisto de contagem de anos não sou nenhum sábio da Grécia. ®Sérgio.

Outras Histórias de Pedro Malasartes: (clique no link)

Como Malasarte Evitou Que O Mundo Desabasse.

Malasarte e o amigo Zeca Abreu.

O Aniversário de Pedro Malasarte.

O Juiz e a Cartola.

Malasarte e As Joias.

A Árvore que dava Dinheiro.

____________________

Nota: Esta história, colhi na oralidade de minha cidade. Portanto, estou recontando-a de acordo com o que retive em minha memória e com minhas letras.

Imagem: Pescaria. Óleo sobre tela de José Ferraz de Almeida.

Se você encontrar erros (inclusive de português), relate-me.

Agradeço a leitura e, antecipadamente, qualquer comentário. Volte Sempre!

Ricardo Sérgio
Enviado por Ricardo Sérgio em 14/06/2008
Reeditado em 03/10/2013
Código do texto: T1034502
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre o autor
Ricardo Sérgio
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 67 anos
1281 textos (15159744 leituras)
7 e-livros (6329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/11/14 23:34)
Ricardo Sérgio



Rádio Poética