Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
O Pescador

A madrugada com todos seus encantos e mistérios,
faz sombras de paz, nas águas agitadas do mar.
Aquele pequenino ponto que se agita,
é o corajoso e destemido pescador,
seu corpo, queimado do sol,
balança pra lá e pra cá...
acompanhando o balanço das ondas.
Apesar de toda fúria das águas,
sua jangada enfrenta o desafio
em mantê-lo emergido.
E como por encanto
vai abrindo caminho n'aquela imensidão
que parece não ter fim.
A natureza elevando sua força e magia,
realiza fenômeno de rara beleza...
jangada, homem, mar e céu
estão unidos pelo poder natural da vida.
É manhã!...
O sol onipotente exalta sua alegria
em criar um novo dia;
iluminando e alegrando as gaivotas,
que voam e gritam sem parar.
Refletida nas águas, a sombra da jangado desliza nas ondas,
os poderosos ventos do sul impulsionam as velas,
refrescando a pele bronzeada do sério navegador.
Seu rosto se contrai,
protegendo os olhos do sol com as mãos,
deslumbra ao longe a praia...
Mais um dia em harmonia com a VIDA.


Jamaveira
Enviado por Jamaveira em 27/03/2006
Reeditado em 10/07/2006
Código do texto: T129292
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jamaveira
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 62 anos
1943 textos (96000 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:47)
Jamaveira