Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM AMOR DIFERENTE/ X I V

ATENÇÃO:SE DENTRO DE VOCÊ EXISTIR ALGUM PRECONCEITO, NÃO LEIA


   A felicidade de Rangel estava cada vez mais se completando, cada dia que passava os dois estavam mais apaixonados, seria difícil para o mundo julgar tanto amor e tanta felicidade entre dois seres, os dois eram mesmos parecidos, se combinavam e se completavam muito bem.
     Ricardo queria passar um fim de semana a vontade ao lado do Rangel, então pediu ao pai para ir passar o próximo final de semana no sitio da família, a principio o pai de Ricardo não estranhou as atitudes de Ricardo, mas o filho antes nunca queria ir para o sitio junto com todos, estava muito estranho, este passeio de Ricardo sozinho na casa do sitio, mas ele deixou mesmo assim, pois tinha uma festa para ir e não iria usar a casa lá do sitio naquele fim de semana.
      Ricardo então muito feliz ligou para o Rangel avisando que não marcasse nada, para passear que eles dois iriam ter um fim de semana diferente, eram tudo que eles queriam, ficar no meio do campo, reservados sozinhos sem ninguém por perto, sem hora marcada para voltar, Rangel então ficou pulando de alegria, parecia uma criança quando ganha doces.
        E assim chegou o fim de semana esperando, pelos dois, Ricardo passou na casa do Rangel que ainda estava trabalhando a manhã do sábado arrumou as coisas dele, pegou apenas o que ele iria precisar, para ficar dois dias.
        Ricardo não tinha muito costume mas sempre o pai liberava um dos carros para ele sair,então o Rangel estava esperando o Ricardo ansioso para irem passar aquele fim de semana muito desejado, depois de algumas horas chega o Ricardo perto da loja onde Rangel trabalhava, as amigas que trabalhavam com o Rangel ficaram logo de olho, e comentando entre elas sobre o Ricardo, Rangel escutava mais fingia que nem ouvia aquela conversa entre elas, sentia um pouco de ciúmes mas sabia que, o homem que elas desejavam era só dele.
          Depois que Rangel terminou o trabalho seguiram juntos para Atibaia, era lá onde os dois iriam ficar, Ricardo percebeu que Rangel estava um pouco calado, durante a viagem, Rangel apenas comentou sobre as meninas que ficavam paquerando ele toda vez que ele parecia lá para sair com ele, Ricardo apenas rio e fez um carinho que sempre fazia com o Rangel quando ficava zangado com alguma coisa, ele sabia que depois daquele carinho o ciúmes do Rangel logo iria embora.
       Seguiram viagem, sem se preocupar com nada, apenas queriam ser felizes cada dia mais, chagando lá eles foram logo tirando as coisas do carro e correndo para a piscina que estava ali muito convidativa, aquele sitio seria um paraíso de dois dias para aqueles dois seres que se amavam,  que estavam vivendo um intenso romance, ali entre os dois nada era proibido, tudo era permitido no limite do prazer.

Brione/14/Parte
BRIONE CAPRI
Enviado por BRIONE CAPRI em 01/04/2006
Código do texto: T132066
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BRIONE CAPRI
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 32 anos
1428 textos (66603 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:10)
BRIONE CAPRI