Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM AMOR DIFERENTE/ X X

ATENÇÃO: SE VOCÊ TIVER ALGUM PRECONCEITO, NÃO LEIA



   Gurgel estava tomado pelo ódio ao ver que o Rangel estava tentando escapar, enquanto ele procurava Rangel feito uma fera dentro da mata, Ricardo tentava sair com Rangel para fora da mata, Ricardo tinha parado o carro bem antes do carro do Gurgel então enquanto ele estava tirando a gasolina não tinha percebido que tinha mais alguém por perto, mas ele estava muito furioso, estava disposto a acabar com a vida de Rangel a qualquer preço.
    Rangel estava sem roupas nos braços de Ricardo de uma forma que ele nunca poderia imaginar, Ricardo chorava e ao mesmo tempo tentava reanimar o Rangel, e caminhava com ele até o carro, enquanto o Gurgel não parava de procurar ele por toda parte, Ricardo depois de muito esforços consegui chegar com Rangel nas costas até o carro e pos ele dentro deitado no banco ao seu lado, ainda sangrando, sentiu vontade de entrar dentro da mata e dar um fim no pai ali naquele mesmo tempo, mais sabia que tinha que socorrer o Rangel pois ele não estava nada bem, mais mesmo assim Ricardo teve uma idéia , foi correndo ate o carro do pai e furou  dois pneus de voltou em seguida para socorrer o Rangel.
         Assim ele consegui sair daquela estrada que ele pouco conhecia, então começou a acariciar o Rangel enquanto dirigia e conversando com ele que pouco reagia, Gurgel já estava cansado de tanto  procurar o Rangel, depois de um certo tempo resolveu voltar para o carro, achando que ele poderia ter saído pela estrada e procurado algum socorro e estando de carro poderia lhe alcançar.
       Chegando no carro o Gurgel percebeu que os pneus estavam murchos, começou a xingar mas como viu que tinha sido dois, achou que tinha sido o Rangel que tinha aprontado aquela com ele, pois estava seguro que ninguém saberia que ele estava ali com o Rangel, que ele não tinha conseguido a ajuda de ninguém, e assim ele ficou se mordendo de raiva, saiu andando a procura de Rangel e nada encontrava pela estrada.
      Ricardo tinha tirado a roupa para vestir Rangel que estava completamente nu, e seguiu viagem de volta, passando em uma pequena cachoeira, parou um pouco e desceu o Rangel do carro, então foi banhar ele para aliviar as dores, Ricardo sentia que estava um pouco distante e ali estava mais seguro, então ele banhou o Rangel que mal conseguia ficar de pé, e depois trouxe ele de volta para o carro,Rangel segurou firme nas mãos de Ricardo como se estivesse mostrando que estava sentindo todo carinho e cuidado que seu amor estava tendo com ele, as lagrimas rolavam do rosto de Ricardo, mais tudo que ele queria naquele momento era tirar o Rangel daquele sofrimento, sabia que tinha que ter forças pelos dois.
       Gurgel andou um pouco pela estrada e achando muito estranho aquele acontecimento pois não tinha como o Rangel escapar , então começou a chover forte e ele voltou  para dentro do carro, enquanto isso Ricardo estava chegando perto das primeiras casas do sitio onde ele parou o carro e foi pedir ajuda, a primeira vez que ele pediu ajuda a um casal ele não conseguiu pois o casal desconfiados acharam muito estranho a história que eles tinham sofrido um assalto, porque só um estava machucado, então Ricardo continuou a buscar ajuda para salvar o Rangel e por muita sorte, bateu em uma casa , onde estava um medico que tinha ido passar o final de semana no sítio, a principio ele contou que achou o Rangel caído na estrada, então resolveu  lhe prestar socorro, a principio o medico acreditou na versão de Ricardo e resolveu ajudar ele e o Rangel, mas depois que ele medicou o Rangel ele constatou sinais de violência sexual nele e estava vendo a preocupação de Ricardo muito grande com um simples desconhecido.
      Então ele chamou o Ricardo  e pediu que ele contasse a história certa, Ricardo sentiu-se constrangido mas assim como o medico estava disposto a ajudar Rangel  ele também estava disposto a contar a verdade, então ele contou que eles sofreram um assalto e que Rangel e ele eram namorados, mas durante o assalto ele conseguiu fugir, e o Rangel se escondeu e não teve  a mesma sorte que ele, foi atacado e violentado daquele jeito, o medico tinha alguns remédio e foi logo medicando o Rangel, depois deu lhe um chá , para acalmar os nervos dele, e pediu que Ricardo ficasse ao lado dele no quarto.
     Ricardo estava muito revoltado e muito abalado com o que tinha acontecido com Rangel, mas sabia que tinha que esconder sua dor engolir seu choro perto dele e ser forte, não poderia deixar o mundo desabar e ficar apenas chorando, bastava ter agido como um covarde na hora em que seu pai carregou o Rangel do sitio, sentia que tinha que ser forte, mesmo por dentro sentindo uma certa culpa por ter acontecido tudo aquilo com Rangel.
   Mas mesmo assim ele ficou ao lado de seu amor colocou a cabeça de Rangel em seu colo e ficou dando carinhos e conversando com ele que mal podia  abrir a boca.
         
Brione/20/Parte
BRIONE CAPRI
Enviado por BRIONE CAPRI em 04/04/2006
Código do texto: T133842
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BRIONE CAPRI
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 32 anos
1428 textos (66606 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:24)
BRIONE CAPRI