Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM AMOR DIFERENTE/ X X I V

ATENÇÃO:SE VOCÊ TIVER ALGUM PRECONCEITO, NÃO LEIA.



    As coisas estavam acontecendo tudo como o Ricardo e Rangel estavam planejando, sem nada para impedir seus sonhos, mas no coração de Rangel ainda latejava um certo medo, foi chegando o fim do mês de julho e eles estavam contando os dias para saírem juntos para fazerem compras para a casa que os dois estavam planejando.
    Finalmente chegou o dia, os dois foram felizes da vida para começar a juntar os pedacinhos de um grande sonho, Rangel muito animado mais estava morrendo de vergonha, como seria fazer compras com seu namorado para casa dos dois, mesmo assim ele estava fascinado com toda aquela realidade, seguiram os dois, entrando nas lojas pesquisando os preços de tudo Rangel como tinha mais conhecimento em vendas, era quem estava na frente de todas as compras e o Ricardo apenas dando os palpites, Rangel com uma pouco de timidez quando chegava nas lojas procurava sempre as vendedoras para lhe atender, assim ele se sentia mais a vontade na hora de comprar peças para o enxoval como, utilidades, eletrodomésticos, Ricardo sempre todo animado admirando as discurssões de Rangel , com os preços marcas e outras coisas, ele até sentia uma vontade louca de agarrar o Rangel e beijar-lhe dar-lhe carinhos, mas sabia que tinha que se controlar, sentia um pouco de ciúmes pois até as meninas ficava dando bola para Rangel.
    Depois de terem gastado bastante o carro de Ricardo já não cabia mais tanta compra, os dois resolveram matar a fome e foram almoçar, depois do almoço Ricardo queria relaxar um pouco mais e decidiu convidar o Rangel para um motel.
      Rangel não estava com vontade mais com a insistência do Ricardo ele acabou aceitando,então foram desfrutar de mais um momento de prazer, chegando na portaria do motel eles entraram com o carro normal na garagem sem perceber nada, estacionaram e se dirigiram a recepção para escolher a suíte, Rangel estava sentindo um aperto dentro do peito sabia que por esta ali junto de Ricardo poderia ser um momento de muito carinho tranqüilidade mas não era o que na verdade ele estava sentindo.
       Escolheram a suíte e foram os dois cheios de desejos, passaram todo tempo dentro do quarto entre abraços e caricias, Ricardo se realizava cada vez que fazia amor com o Rangel,
Os dois transformaram aquele quarto de motel em um pedacinho de céu.
      Depois de terem passado o tempo suficiente, Ricardo percebeu que Rangel não estava muito a vontade, que ele ficou o tempo sem falar quase nada, e começou a perguntar se ele estava feliz com a decisão que estava tomando, e com ele no colo fazendo muitos carinhos Rangel dizia sempre que sim, mais em poucas palavras, porque não sabia explicar para Ricardo o que estava sentindo de ruim.
       Para a mal sorte deles o Gurgel estava no mesmo motel com uma  amante, e quando ele saiu do motel primeiro reconheceu o carro de Ricardo no estacionamento, ficou muito surpreso, então ele decidiu ir falar com a moça da recepção se tinha entrado um rapaz dando as dicas como era o Ricardo para ter mais informações, mas a moça da recepção achou estranho as perguntas do Gurgel e não deu informação nenhuma, ele então ficou furioso, mesmo sem saber se era o Ricardo mesmo, e sem ter certeza de com quem ele estava, então ele decidiu ficar de tocaia na rua em frente o motel para ter certeza se era o filho dele e com quem ele estava.
       Ricardo avisou pelo interfone para moça preparar a conta que eles já estavam descendo, assim que desceram para acertar a moça ficou meia que na duvida de falar alguma coisa, mais o Rangel fez um elogio sobre o atendimento ela agradeceu com um sorriso e sentiu-se mais a vontade de avisar sobre um estranho que perguntou do Ricardo,eles já estavam descendo as escadas para o estacionamento quando a moça chamou eles de volta, Rangel até pensou que fosse algum troco que Ricardo tivesse esquecido, então deixou o Ricardo voltar sozinho para verificar o que a moça estava querendo, então ele parou no meio das escadas e ali ficou esperando o Ricardo voltar.
     Minutos depois o Ricardo volta, nervoso pálido como um papel branco, Rangel foi logo perguntando o que aconteceu, pois estava muito transparente, a mudança de humor de Ricardo, ele foi logo perguntado olhando nos olhos dele muito serio, Ricardo demorou um pouco para responder, e Rangel sentia que não seria coisa boa, Ricardo então deu a Rangel a notícia que seu pai estava no mesmo motel que eles e quando saiu reconheceu o carro dele no estacionamento, o sangue de Rangel fugiu suas pernas tremiam que ele nem conseguia quase ficar de pé e não queria chamar atenção de ninguém pois havia um casal na recepção que estava entrando, ele estava  com muito medo, era tudo que ele não queria encontrar o Gurgel, pois sabia que o inferno estava para começar no relacionamento dos dois,Ricardo estava sem saída pois  não sabia o que fazer, estava prestes a ser flagrado pelo pai estava tudo por um fio, e Rangel estava sem saber o que fazer, descendo os degraus da escada tão devagar como se estivesse contando.
     


       
   
Brione/Parte/24
BRIONE CAPRI
Enviado por BRIONE CAPRI em 17/04/2006
Reeditado em 17/04/2006
Código do texto: T140777
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BRIONE CAPRI
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 32 anos
1428 textos (66610 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:29)
BRIONE CAPRI