Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O PÁSSARO E O CRAVO

Como um adorno aos olhos inquisidores onde as dores são lástimas fingidas; como se os lamentos não passassem de desculpas para os vícios;  como se os ideais fossem  idéias amorfas  que pouco  valem perante  a austera vigilância  do próximo; como se as convicções fossem meros  pensamento es-túpidos, não possuindo quilate para fazer frente às bijute-rias de tais inquisidores; como se todo o esforço fosse vão, pois perante o tribunal o suor é obrigação: julgam e conde-nam-me e então quero que tudo isto seja póstumo, pois perco a vontade de viver outro dia, transformando-me  em derivado da erosão em mim causada. Sou híbrido da fracassada experi-ência de outrém, sou bizarro ser, antônimo  aos  parâmetros estipulados de beldade e honra que possibilita o homem sen-tar-se em sua mesa de jantar com dignidade... como um broto da poda de outono...

E cortam meus  pés cortam,  piso  com os  calcanha-res... e cortam  meus  calcanhares  cortam, caminho de joe-lhos... e cortam minhas pernas cortam... uso os braços  mas me algemam, então rastejo como uma serpente velha que  pos-sui seu veneno escasso e vencido... e  só  assim então pos-so ver o sol e sentir o frescor da manhã.

deitei à pétala do cravo
e beija flor me seduziu,
pensei ser flor mas era cravo,
cravei os dentes em tal pássaro

que moribundo então indagou-me:
se se fosses flor o que serias
então óh carnívora espécie,
de flor, de cravo ou de pássaro?

e desengasgando uma pena o respondi
que de flor e de pássaro seria cravo
e que de cravo ou de flor...  beija flor

mas no entanto minha mágoa de pássaro
longe voou pelos cravos de jovem onde agora
sou flor que não desabrocha... pássaro que não voa
Celso Godoi Neto
Enviado por Celso Godoi Neto em 28/04/2006
Código do texto: T146717

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Celso Godoi Neto). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Celso Godoi Neto
Porto União - Santa Catarina - Brasil
76 textos (3146 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:27)
Celso Godoi Neto