Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM AMOR DIFERENTE/ X X V I

ATENÇÃO: SE VOCÊ TIVER ALGUM PRECONCEITO, NÃO LEIA


   Ricardo ficou sego de ciúmes, e nem cumprimentou Rangel e nem o Everton, deu logo um empurrão em Rangel e deu um soco bem no rosto do Everton e foi acusando o Rangel de esta dando bola para Everton, Rangel começou a separar os dois que estavam brigando sem motivos algum Ricardo começou aquela confusão, então depois de muito bate boca Ricardo foi se acalmando e Everton também.
    Depois cada um seguiu seu destino Everton tomou seu ônibus e Rangel estava com muita raiva de Ricardo por ele ter feito aquela cena toda na frete das pessoas em publico, Rangel caminhava pela rua mesmo sem saber onde ir direito e Ricardo seguindo atrás,depois de ficarem mais calmos eles decidiram que não voltariam para casa de Rangel juntos cada um iria para sua.
     Rangel estava muito chateado e triste com tudo aquilo que tinha acontecido, não precisava Ricardo dar aquele escândalo todo, poderia apenas conversar com ele, pois ele tinha que acreditar no amor que ele sentia por ele, Ricardo estava reconhecendo seu erro mas era bem um pouco tarde para ver o quanto ele tinha errado, então com uma despedida muito fria cada um foi embora para sua casa.
      Rangel chegou em casa chorando, mal cumprimentou os amigos e se recolheu no quarto, Juvenal assim que percebeu que ele não estava nada bem foi até o quarto saber se ele estava precisando de alguma coisa, Rangel permitiu que ele entrasse e abraçado com o amigo foi contando o que aconteceu, tudo que Ricardo tinha aprontado, Juvenal estava tentando acalmar ele, de repente o telefone toca, era o Ricardo querendo falar com Rangel desesperado, Rangel estava ainda chateado com ele, atendeu achando que tinha acontecido algo, mais quando percebeu que era o Ricardo tentando se explicar logo desligou, Juvenal aconselhou Rangel que depois ficou mais tranqüilo.
         Passaram três dias e Ricardo sem dar noticias Rangel já estava com o coração na mão mais confiava que ele iria lhe procurar, Everton havia desculpado o Rangel por tudo que aconteceu e depois de mais um dia de trabalho do Rangel quando ele entra em casa, o telefone toca, era o Ricardo pedindo perdão e pedindo para ver ele no outro dia, Rangel atendeu ele bem pois também estava morrendo se saudades, e já estava com a cabeça mais fria, no dia seguinte Rangel não via a hora de sair do trabalho para encontrar com o Ricardo, e quando chegou a hora ele foi no lugar combinado,Ricardo tinha reservado um quarto em um hotel para fazer a Rangel uma surpresa, quando Rangel chegou perto de Ricardo estava se fazendo de duro, mas estava com uma vontade louca de beijar ele de abraçar, ele notou que o Ricardo estava com um semblante diferente, havia cortado o cabelo, se arrumado mais, como quem queria chamar atenção e ele ficou todo derretido achou aquela atitude linda, não tinha como resistir tudo aquilo na sua frente, Ricardo então chamou Rangel para ir com ele até o hotel e Rangel achando um pouco estranho seguiu, chegando lá ficaram no quarto 22, Ricardo havia comprado flores para Rangel as suas preferidas e até na cor que ele mais gostava, um bom vinho e o pedido de desculpas, Rangel não estava mais se segurando, se jogou nos braços de Ricardo e depois de um longo beijo, esqueceu a mágoa, Ricardo chorava  falando  da falta que sentiu aqueles dias sem ele, e Rangel beijava seu rosto molhado, secando as lagrimas, Ricardo então mostrou um desenho que tinha feito para matar a saudade de Rangel aqueles dias, ele desenhou o rosto de Rangel em um papel como uma foto, foi para Rangel um gesto lindo, então depois Ricardo mostrou duas passagens de avião para Belo Horizonte, pois precisava visitar a cidade e conhecer mais, na intenção de irem morar lá.
     E assim fizeram depois de tudo isto ter passado eles fizeram amor de uma forma intensa muito gostosa com um sabor de desculpas, depois começou a tocar música que Rangel tanto gostava, parecia que o paraíso era ali naquele quarto de hotel, mas a hora já estava bem adiantada e eles tinham que voltar, para Gurgel não suspeitar de nada, estava tudo acertado para eles viajarem no próximo final de semana, Rangel não estava se sentindo bem depois da tragédia que tinha acontecido com ele na ultima vez que viajou com Ricardo, ele ainda não havia esquecido, e aquela cena estava lhe fazendo lembrar,mas sabia que estava um passo a resolver suas vidas e da melhor forma.
     Chegou o dia deles viajarem e assim tudo aconteceu como tinham planejado, foram fizeram uma maravilhosa viagem e até se divertiram, procuraram conhecer  mais a cidade, e gostaram muito, já estavam resolvido ele iriam morar em Belo Horizonte, iriam procurar uma casa pequena mais bem aconchegante simples como o Rangel sonhava, depois deste passeio maravilhoso, eles voltaram para São Paulo, e continuar a esperar este dia tão sonhado.
    O relacionamento de Ricardo com o pai e o resto da família estava normal,ele estava bem decidido que iria morar com Rangel,pois sabia que era com ele que seria feliz, mesmo que a família procurasse saber o motivo de sua saída de casa, ele explicaria que iria estudar em outra cidade ou algo parecido, Rangel já estava preparando os amigos e a família que iria mudar porque a empresa tinha aberto uma filial em Minas Gerais, e ele seria transferido, mas de fato a loja tinha uma filial lá e ele tinha a intenção de pedir transferência para lá.
      Era um domingo de sol e o Ricardo havia prometido de vir até a casa de Rangel, já estava passando da hora marcada e ele nada de telefonar dar alguma noticia dizendo se vinha ou se não vinha, Rangel estava um pouco preocupado mais conhecia bem o Ricardo e da demora dele, depois o telefone tocou, Rangel atendeu e percebeu que pela voz do Ricardo estava acontecendo alguma coisa, Ricardo estava aflito dizendo que desde que saiu de sua casa tinha um carro seguindo ele, o coração de Rangel disparou e ele sentiu naquela hora que tinha o dedo de Gurgel no meio disso, Ricardo então avisou que iria disfarçar que iria em um outro lugar e não poderia ver o Rangel naquele  dia.
       Rangel ficou muito mal naquela tarde, ele só pensava no pior sabia que o pai de Ricardo estava desconfiado de algo, e não iria sossegar em quanto não descobrisse, Elaine  ficou com ele dando uma força, pois ela era uma boa amiga e sempre estava junto as horas difíceis, o dia  foi passando e Rangel cada vez mais preocupado, mas sabia que ainda estava um pouco distante de Gurgel descobrir tudo.
       No outro dia quando Rangel foi trabalhar assim que ele chegou na loja chegou uma ligação para ele, o Ricardo ligou para avisar que despistou o cara que estava seguindo ele, mas estava preocupado, pois sabia que seria a mando do pai, e deste dia em por diante começaram a se encontrarem em um lugar mais seguro onde seria mais difícil serrem perseguidos.
     
Brione/Parte/26
BRIONE CAPRI
Enviado por BRIONE CAPRI em 28/04/2006
Código do texto: T146807
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BRIONE CAPRI
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 32 anos
1422 textos (66563 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:27)
BRIONE CAPRI