Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Na escuridão

Na escuridão ela vem como um dêmonio.
"Pai nosso que estás no céu..."
A roupa negra gruda em seu corpo,a chuva parece não toca-la.
"Santificado seja o vosso nome..."
Agora não passo de um bicho acuado.
"Venha nós o vosso reino..."
O fogo se estende atrás da bela moça que eu tentei exorcizar.
"Seja feita a vossa vontade assim na terra como no céu..."
Parte do telhado da igreja cai em chamas,os olhos dela queimam por dentro,me vejo frente a frente com a fúria de um vampiro.
"Guia-me pelas veredas da justiça..."
A fúria dela aumenta ao me ver rezando e ela grita.
--Clamando por seu deus agora padre!É tarde!Eu lhe avisei,agora vais conhecer as chamas do inferno!
"Ainda que eu ande pelo vale da sombra e da morte..."
Eu me afasto e ela joga um dos bancos da igreja em minha direção errando por pouco,os pulsos delicados ainda sangram pelos buracos feitos por balas de prata.
"Não temerei mal algum,porque tu estás comigo..."
Encosto-me no altar olhando a imagem de Jesus crucificado,arranco-a da parede erguendo-a entre mim e a criatura furiosa.Vã tentativa de afasta-la.
"A tua vara e teu cajado me consolam..."
Ela tira o crucifixo batendo com ele em minha cabeça.
--Eu lhe avisei para não mexer com o que não conhece...
"Pai nosso que estás no céu..."
So me resta rezar e esperar pela morte,mas nem isso ela me concede.
Fecho os olhos mas ela os abre dizendo.
--Não padre,não terá essa regalia,eu também não tive quando era a torturada em suas mãos...
Suas garras passam por meu rosto ferindo-o,o filete de sangue gelado escorre.Os lábios negros se encostam aos meus,ela abaixa a cabeça.
--Em nome do pai,do filho e do espirito santo.--Diz ela soltando uma gargalhada depois.
--Pai perdoai,pois ela não sabe o que faz!
--Isso padre,reze para seu deus,pois será a ultima vez que ele o escutará!
São as últimas palavras que escuto antes da dor forte no pescoço e de tudo escurecer...
Horas depois a equipe de resgate chega,acham vários corpos carbonizados na igreja,dentro do altar vêem uma garotinha viva,cabelos prateados,olhos azuis profundos ela olha felina para eles.
Saindo da igreja o capitão pergunta.
--Algum sinal do padre?
--Nenhum,nem dele,nem da moça.
--E os corpos?
--Carbonizados,acho que irreconheciveis...
Longe dali a vampira pula de prédio em prédio levando nos braços o padre incosciente...
--Bem vindo ao meu inferno padre...--Diz ela com um sorriso.
Hell
Enviado por Hell em 16/05/2005
Código do texto: T17391

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Hell
Maringá - Paraná - Brasil, 26 anos
149 textos (36152 leituras)
1 áudios (287 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:39)
Hell