Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Picadeiro

Rosa Pena


Fiz da vida um picadeiro, apesar da vida ter feito de mim um picadinho. Meus olhos molhados sempre foram ciscos. Nariz entupido, gripe. 
Afinal, o mundo não gosta dos tristes. Incomoda. Até tem aqueles "solidários no câncer", como dizia o Nelson Rodrigues, mas só por instantes. Uma visita rápida na UTI, um telefonema ligeiro, uma coroa de flores no enterro. Solidariedade até à missa de sétimo dia. Depois? Babou! Fica podre. 
Companhia boa é a que faz sorrir, pois de desgraça, já basta a própria. Ri, ri muito, com ou sem vontade. 
Ninguém tem licença social para ficar triste. 
Ou prefere a solidão? 





 

Rosa Pena
Enviado por Rosa Pena em 19/01/2005
Reeditado em 21/04/2014
Código do texto: T1911
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Pena
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
954 textos (1389983 leituras)
48 áudios (24755 audições)
33 e-livros (28798 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/16 12:38)
Rosa Pena

Site do Escritor