Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

** O AMOR DE UMA MÃE POR UM FILHO MAL AGRADECIDO **

Certo dia, sentados a beira mar olhando para o oceano, uma Senhora distinta e humilde ao lado de um dos seus filhos observam alguns garotinhos brincando de fura pé na areia molhada e dando cambalhotas, quando de repente uma lagrima rola de sua face e ela suspira:
 HAA! Que pena que os bons tempos não voltam, mais as lembranças na mente dessa velha ainda estão lúcidas e alegrias a esse machucado coração ainda inspira. Intrigado com o comentário o filho que atentamente a observava pergunta:
Mãe, por que as pessoas têm que envelhecer?
Porque uma Mãe em particular tem tanto amor para dar aos seus filhos e quando eles crescem, passam a tratá-las mal e ate sentem vergonha de apresentar ela para os amigos?
Neste momento o silêncio é quebrado e aquela lagrima que rolava a sua face dar espaço a uma nova alegria. Os garotos que brincavam se aproximam e atentamente ficam ouvindo o relato daquela senhora que nada tinha nada em mãos para lhes oferecer mais possuía um coração  transbordante de amor.Vendo um dos garotos  tratar sua mãe com arrogância ela interrompe  seu silêncio e o chama para que se acente ao seu lado e começa a relatar seus momentos de infância.
Filho, quando eu ainda era jovem como vocês, tinha as mesmas manias, minhas brincadeiras preferidas eram fura pé, bolinhas de gude, empinar pipa, brincar de guerror com os outros meninos, sempre procurando manter a paz no nosso mundo e as crianças e idosos eram sempre nossas maiores preocupações, enfrentávamos todas as espécies de vilões para defender os seus direitos e vê-los sempre bem e felizes, no nosso tempo (mundo de sonhos ) as pessoas não poderiam morrer, não adoeciam, não poderiam ser maltratados , principalmente se fosse por um membro de sua família, pois o castigo para quem fizesse um idoso ou uma criança sofrer  era  ficar muito tempo trancados e isolados  de todas as coisas ate que aprendessem a valorizar a vida do seu semelhante. Fomos crescendo e hoje àqueles meninos que brincavam de defender os mais idosos precisam de quem os defendam e os mais novos a quem eles dedicavam todo o seu amor os maltratam, tem vergonha deles e os condena a solidão de seu próprio interior.
Depois de tantas lutas para ver os idosos em paz e sendo respeitados, hoje somos idosos descriminados, maltratados e incompreendidos pelos filhos que geramos, apesar de termos dado todo o nosso amor eles cresceram se sentem os donos da verdade e a conversa de seus pais e mãe agora é coisa da antiguidade.Muitas vezes  durante as noites acordadas ficávamos velando pelo seu sono, Se chovia muito  causando relâmpagos e trovões  o que os assustavam, lá estávamos aquecendo-os em nossos braços  até que eles pegassem no sono, e no dia seguinte enquanto eles ainda estavam dormindo, já tínhamos preparado todos os afazeres da casa  para que  ao despertarem pudessem nos ver ao seu lado , ainda os protegendo. Quando iam crescendo chegava o tempo e levá-los a escola, Primeiro dia de aula era a maior aflição, pois aqueles meninos indefesos precisavam crescer conhecer o mundo e buscar conviver com outras pessoas, buscando a sua própria forma de evolução. Cortava-nos o coração ter que deixá-los nem que fosse por pouco tempo ao lado de pessoas estranhas, para que os orientassem a um novo aprendizado, pois mesmo sabendo que eles não deixariam de ser nossos filhos, com a sua segurança e bem estar estávamos sempre preocupados
Certo dia  na festa de um de seus amigos um rapazote dela se aproximou e disse : Vovó o que a senhora estar fazendo aqui , seu tempo já passou olha que a galera aqui  quer ser feliz  e tendo um museu arqueológico do lado mina nenhuma se aproxima e para variar queima o filme da gente,não acha que deveria ir  pra casa ou ficar no meio daquelas velhas que só sabem falar da vida alheia ?
O silêncio foi total naquele coração, as lagrimas transbordaram-lhes a face quando o seu próprio filho sorrindo no meio dos amigos lhe disse:
Já cansei de dizer isso a ela Brow, ela não tem educação para falar, é uma pobre coitada que nem tem onde cair morta vive sempre na dependência de outras pessoas e acha que é dona da casa por isso quer sempre botar banca, eu já ate falei pra ela que ela não tem nada com a minha vida e de que só tinha algum direito sobre mim enquanto eu ainda era menor de idade , mais ela é  que nem mula empacada, não desgruda nunca e ta sempre metendo o bedelho onde não é chamada. Os amigos de seu filho começaram a dar gargalhadas daquela pobre senhora que com o coração partido e lagrima nos olhos  simplesmente ao grupo de jovens respondeu:
Hoje vocês sorriem, por serem jovens e estarem aproveitando de uma forma irresponsável o seu tempo, sem ao menos se preocuparem em dar um pouco de atenção aqueles que muito sofreram e choraram, tendo que renunciar toda a sua vida para que vocês sobrevivessem.
Peço a Deus que futuramente os seus filhos não venham a fazer com cada um de vocês o que vocês fazem com seus pais ou quaisquer outros idosos, por que quando isso acontecer o arrependimento será tarde e todos os momentos de amor ao qual vocês dedicaram a eles é que vão saber o quanto não souberam valorizar os seus pais e o tempo não volta.
Hoje tudo o que eu mais desejava era ter a presença de meus pais e avós ao meu lado, compartilhar de suas historias de infância, pois no tempo deles sim, para todos os jovens a vida sempre revelava em cada fato um momento de fé, bom aprendizado e esperança
Sou uma mãe abençoada e meu maior tesouro são meus filhos, ainda que seja por alguns deles desprezada, maltratada e humilhada, mãe é mãe e tem um coração sempre amigo.

Edysefer Seu Amigo Fiel
Enviado por Edysefer Seu Amigo Fiel em 24/05/2010
Código do texto: T2276807

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor Edysefer Ferreira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edysefer Seu Amigo Fiel
Salvador - Bahia - Brasil
1709 textos (144480 leituras)
60 áudios (6301 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/10/14 05:38)
Edysefer Seu Amigo Fiel



Rádio Poética