Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MAGIA




19/01/06.




Bem, meu intuito sempre foi o de conhecer o que me acontece, e hoje, quando faço uma retrospectiva de tudo o que aprendi, estudei, vivi, fica até difícil localizar em tempo e espaço onde adquiri várias das informações que hoje tenho. Sei que aprendi muito, estudando tudo o que me ensinavam, tudo o que me caía nas mãos, e o que constatava ser “real”, cultivo até hoje. Aprendi a trabalhar com várias coisas das quais nem sei o nome, mas que funcionam.
Na magia, não existe o certo e o errado como somos socialmente ensinados; tudo contém em si mesmo o bem e o mal, nada é exato. Portanto, não existe magia branca ou negra, é apenas magia. Muitas orações são consideradas mágicas, e podem até ser, dependendo apenas de como são feitas. Quanto aos símbolos, vestes, amuletos, rituais em geral, servem apenas para sugestionar, fixar, sintonizar a verdadeira essência da magia: o correto uso da MENTE.
Uma das primeiras magias que aprendi, foi a de acender uma vela (em determinado ritual) para prejudicar alguém. Pode ser usado para vingança, para afastar ou mesmo nos proteger de alguém. E realmente funciona, como tive oportunidade de presenciar. Mas quando eu pensei a respeito, me veio à mente: “Por que não acender essa vela para ME elevar? Para que EU me dê bem?” Afinal, para você ser prejudicado por qualquer pessoa, tem que estar necessariamente acessível a ela, seja física, emocional ou espiritualmente. Se você não estiver à disposição, não há como ser atingido, entende? Então, muito melhor do que agir CONTRA alguém, é agir ao seu próprio favor!
Tudo na magia é energia – usar a energia de modo controlado é fundamental. Quando você põe as forças em curso, tem que ter a energia necessária para concretizar, e finalizar o que começou. Desperdícios não podem nem devem acontecer.
Em minha busca, conheci um rapaz maravilhoso, feito na magia, candomblé, umbanda e outras coisinhas mais, enfim, um mago muito competente, e nossa simpatia foi mútua. Infelizmente, por um mal-entendido, ele ficou contra mim. O resultado foi que ele me “jogou” uma magia bem pesada, que conseguiu atrapalhar bem um período da minha vida. No final, aprendi uma lição preciosa: a maior força do mundo é o AMOR. Quando a coisa ficou realmente feia, em seu ápice, eu simplesmente me senti “vestida” de luz, vinda do Amor. Isso cancelou imediatamente todos os efeitos da magia lançada contra mim. Essa foi a lição mais válida que aprendi, e repasso com prazer.
Por isso todos os Grandes Mestres da Humanidade sempre pregaram o amor.
Edilene Barroso
Enviado por Edilene Barroso em 16/09/2006
Código do texto: T241344

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Edilene Barroso
Campinas - São Paulo - Brasil, 53 anos
192 textos (21457 leituras)
12 áudios (4784 audições)
5 e-livros (337 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:45)
Edilene Barroso