Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHA PEQUENEZ.

Na minha pequenez, aprendi a viver desejando a felicidade alheia,
Porque a alegria do meu próximo me ensinou mostrando o caminho da verdadeira felicidade, que é o brilho nos olhos do ser humano...Portanto, se isto me faz estranha ou diferente neste mudo, eu não me importo,
Pois acredito que se um dia fui capaz de tirar um só sorriso, de um rosto que jorrava lagrimas constante, já me dou por satisfeita. Se levei esperança e amor para aquele ser que estava no chão, desacreditando em si mesmo, já valeu a pena! Se fui e se posso ser, a diferença na vida de alguém ajudando-o a se reerguer, já valeu a pena viver acreditando nas minhas idéias.Porem muitas vezes, o mundo a minha volta não me entendeu.Então fui perseguida por minhas opiniões, e pela ambição de terceiros, que por sinal me atacaram varias vezes, por não suportar meu jeito de ser.
É me feriram como podiam, mas nunca conseguiram me derrubar.
Claro... Sofri e sofro como ninguém com perseguições, mas sou uma otimista nata, que acredita nas mudanças que o ser humano pode fazer.
Por isto, hoje e sempre, continuo  lutando para ser aceita entre os “malvados deste mundo”, porque não me alegro em ser querida por pessoas boas, mas sim, por aquelas que um dia me odiaram, e por um motivo qualquer, hoje me respeitam  e me querem ao seu lado.
Assim sou: Pequena no mundo, insensata por minhas atitudes neste mundo de espertos; alguém que acredita no potencial do tímido e silencioso, que duvida do barulho que faz algumas pessoas para aparecer, e que não desiste de buscar a paz e o amor onde a guerra e o ódio são presentes.
Assim sou... Falo aquilo que acredito, e vivo as minhas verdades, sendo pequena perante muitos, neste mundo de gigantes.Onde minha pequenez é a minha marca!
Glaucia Duarte
Enviado por Glaucia Duarte em 22/09/2006
Reeditado em 22/09/2006
Código do texto: T246184

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Glaucia Duarte
Caraguatatuba - São Paulo - Brasil
1955 textos (250906 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:08)
Glaucia Duarte