Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Audaciosa paixão

Então solitária e entediada estava, passou por mim a mais bela de todas as damas, mas logo percebi que ela não era do tipo que namorar-me-ia.
Criei e recriei então no meio do meu oculto mundo surgiu uma história de amor quente e anônima.
    Enviava-lhe cartas lindas e românticas, poesias e frases todas escritas por mim, mas nunca as assinavam.Sim eu queria conquista-la vela totalmente apaixonada, não para zombar de seu coração, mas assim poderia um dia eu dizer quem sou.
   " Fernando de Noronha 21 de junho de 2015, Olá cara dama dou lhe a honra de te escrever, digo-lhe que me encantei e me encanto ao te ver, sua beleza realmente é indescritível o seu sorriso puro sincero e brilhante, não sei se gosta de flores pois  não te conheço mais que de relance ao menos sei seu nome, mas lhe enviei estas rosas.
"Há em Toda a Beleza uma Amargura"

Há em toda a beleza uma amargura
secreta e confundida que é latente
ambígua indecifrável duplamente
oculta a si e a quem na olhar obscura

Não fica igual aos vivos no que dura
e a não pode entender qualquer vivente
qual no cabelo orvalho ou brisa rente
quanto mais perto mais se desfigura

Ficando como Helena à luz do ocaso
a língua dos dois reinos não lhe é azo
senão de apartar tranças ofuscante

Mas à tua beleza não foi dado
qual morte a abrir teu juvenil estado
crescer e nomear-se em cada instante?
(Walter Benjamim )

Tive a audácia de emprestar um poema do grande  Walter Benjamim.
Tomei o cuidado de lhe escrever apenas para que saiba que há alguém nesto local que lhe admira muito."

Está foi a primeira carta que eu enviei após isso eu escrevia todos os dias, ia pela manhã e as colocava  na caixa de correio, no décimo dia quando estava a deixar outra carta havia outra destinada a mim.
     Ela agradecia pelos elogios e atenção respondia algumas das perguntas retóricas que fazia e pedia que me apresentasse mas ainda não estava pronta, passamos outros dez dias conversamos ela sempre me enviava outra carta.

Oliver Silva
Enviado por Oliver Silva em 28/08/2013
Reeditado em 13/09/2013
Código do texto: T4456135
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Oliver Silva
Campo Mourão - Paraná - Brasil, 21 anos
243 textos (4480 leituras)
1 áudios (40 audições)
1 e-livros (32 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/17 06:29)
Oliver Silva