Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um bando de girassóis.

Um bando de girassóis.
Douglas Lara
 
Depois de passar frio adentramos ao clube União Recreativo central no baile mensal do CAS, Clube da Amizade de Sorocaba. Por que passar frio ... vocês ai em Sorocaba não tem agasalho?
Temos sim, só que os homens nesta noite não podiam usar paletó nem agasalho ... tinham que mostrar suas camisas amarelas ... cor de girassol.
O clube como sempre caprichosamente ornamentado. Em cada mesa um vaso de girassol. Em cada vaso ao lado do girassol uma borboleta. O que? como? Borboleta vai mentir prá lá.
Calma pessoal a borboleta era de papel e estou certo que os distraídos não perceberam até agora que tinha uma borboleta em cada vaso. Não tem portança ...
Agora o impacto para quem como nós que chegamos quando grande parte dos 300 dançoólicos já estavam devidamente a postos esperando o conjunto 'the best band' começar a tocar foi impressionante parecia estarmos entrando num jardim repleto de girassóis ...
Se não tinha ninguém com juízo? Que não estivesse vestido de girassol? Tinha sim alguns e algumas que parecem eram de outro planeta e estavam vestidos normalmente, digo não estavam a fantasia e nem passando frio. Até agora domingo na hora do almoço com a garganta áspera e tossindo um pouco.
Para quem não sabe as mesas estão automaticamente reservadas ... Mudar de mesa, nem pensar. São 75 mesas devidamente com dono. Nas mesas tem aquele marcador de mesa já gravado o nome das duas 'donas' da mesa.
Sabemos quem senta ao lado direito, esquerdo atrás e assim por diante
Ao chegar o Machadão já estava se queixando do preço das mesas e comentando quanto, os outros clubes, estão cobrando para entrar e o preço das mesas.
Comentando que 'em compensação' os conjuntos e bandas que tocam no clube da amizade tocam sempre ao vivo, não é tape.
Depois do beija mão, digo cumprimentar todos vizinhos de mesa pudemos com frio sentar e começar a olhar.
Fico sempre vendo quem veio e quem não veio.
Alguém novo? De idade? Não, novo no convívio.
Fico tentando observar a fisionomia de cada um ...
Os maridos cara de 'saco cheio', que estão cumprindo sua obrigação mensal. Depois do baile devem continuar cumprindo suas obrigações com suas companheiras.
Olho para o clube suas pilastras de mármore que viram e ouviram tantas juras, estórias ... promessas. Fico um bom tempo olhando para a sacada na frente do clube - a mesma de mais de 70 anos - que conheci em 1954. Como era gostoso ficar na sacada olhando as pessoas circular na praça coronel Fernando Prestes. Ver e ser visto. Conversar alegremente com amigos e conhecidos que víamos e conversávamos diariamente. E como tínhamos assunto.
Comparo como as conversas hoje são distantes apesar de ver uma pessoa depois de meses em nem ao menos um contato telefônico ou por internet durante meses. E ainda tem gente reclamando que conversa mais com estranhos no exterior do que com o vizinho.
Sinto o mesmo só que não me queixo. Aceito.
A 'the best band' começa a tocar e os viciados em dançar começam a acompanhar as músicas. Conjunto conhecido pela qualidade da música produzida e repertório sei que mais uma vez o baile será um sucesso. O presidente do clube vem até nossa mesa, como faz com todas, e cumprimenta a todos. Aproveita para passar um recado dizendo, temos que fazer uma reunião do conselho administrativo e aprovar as contas até dezembro do ano passado. Penso, ano de eleição de nova diretoria, ele quer deixar tudo em ordem. Redondo como dizem atualmente.
Fico olhando os casais dançando, alguns parecem tanques de guerra na guerra. Outros dançando de forma suave e bonita como num balé. Alegra os olhos ver casais que não estão 'brigando' e sim deixando a musica levá-los pelos pequenos espaços que existem entre um casal e outro.
Alguns casais parando no meio do salão para cumprimentarem amigos de muitos anos.
Os girassóis já não estão com tanto frio... estamos todos alegres pois a alegria que provem da musica e da dança é contagiante.
Num certo momento percebo que estou cantando junto a um grupo que cercou nossa mesa e isto é o sinal de que o baile acabou.
'deixa a vida me levar, vida leva eu
deixa a vida me levar, vida leva eu...'
Agora é voltar para casa e esperar o baile do próximo mês.
Você leitor não quer dividir nossa alegria no próximo mês, baile já marcado para 17 de maio com o tema, baile em homenagem ao dia das mães.
Tudo de bom neste domingo 13 de abril de 2003
Vamos dançar?
 
Douglas Lara - Editor
Acontece em Sorocaba
www.sorocaba.com.br/acontece
 
 
 
 
 
 
 

 
 
 
Douglas Lara
Enviado por Douglas Lara em 23/02/2005
Código do texto: T4959
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Douglas Lara
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 78 anos
517 textos (131110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/16 05:50)