Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


                                       Pequeno... vasto mundo.


Dali podia descortinar o seu mundo. E era um mundo tão vasto... só precisava de cumplicidade climática.

Quando o céu se vestia de nuvens cinzentas, encolhia as pernas finas e abraçando os joelhos pontudos, vigiava a ovelhada amontoada, que o frio tirava até a coragem de mastigar o pardacento pasto. Esticando bem a vista, mergulhava-a no córrego com suas águas esverdeadas pelas algas; o infinito confundia-se com a névoa que se debruçava nas copas da mata, fechando o cenário.

Seu coraçãozinho inflava de felicidade quando o sol lhe apontava generoso, além das árvores, das telhas alaranjadas da aldeia, o campanário com seu sino brilhante. Apoiava o corpo ágil nas mãos alongadas; ficava balançando as pernas, com o sorriso transformando-se em gargalhar a cada latido do ovelheiro, perseguindo borboletas coloridas camufladas em meio às flores roxas e amarelas, presente da primavera para matizar o campo.

E o prazer de ter o corpo desnudo, gotejando esparramado, acariciado pela brisa perfumada de sal vinda do mar longínquo, navegando em cada raio do sol escaldante? O balido dos animais, procurando o frescor do aprisco, era o acalanto perfeito para a sonolência que o calor provocava.

Que maravilha encravelhar os pés na cumeeira, abrir os braços esqueléticos e deixar o vento ameno desfraldar a camisa descolorida pelo uso! Com o esgarçar das nuvens distinguia as montanhas azuladas, o campanário, a aldeia, o córrego, a mata com suas folhas avermelhadas caindo em um bailado mágico e suas amigas ovelhas...

Dali podia desfrutar o mundo. Em cima do telhado habitava o seu paraíso.

Ly Sabas
Enviado por Ly Sabas em 22/10/2005
Reeditado em 30/06/2009
Código do texto: T62361
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ly Sabas
Osasco - São Paulo - Brasil
228 textos (15767 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:05)
Ly Sabas

Site do Escritor