Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pesadelo de Peso

Ela se olhou no espelho.
Suspirando, não demonstrou ânimo, ao visualizar seu reflexo. A falta de esperança era total.
Engordara vários e vários quilos ("mas como, diachos, se tinha feito a dieta da lua, da água, do sol, todas ao mesmo tempo?!").
As calças já não lhe cabiam mais e os sutiãs dividiam seus seios em quadrantes. As blusas de malha eram uma afronta, pois deixavam à mostra seus três estômagos.
Não podia dizer que não estava em forma...estava..em forma de bola.
Não atraía mais olhares, pelo contrário, fugia deles. Deixara o cabelo crescer justamente para esconder o rosto no ônibus e no metrô. O pior de tudo era aquela fome.
Incessante.
Torturante.
Parecia que cada olhada para os "sonhos" na padaria lhe rendiam mais quilos. Tentava se distrair na internet, mas sempre acabava visitando sites de culinária.
Lia todas as receitas e comia os pratos com os olhos, dos mais simples aos mais exóticos. Sentia que um dia, iria explodir.
Então, num domingo de inverno, folheando o jornal, deparou-se com um anúncio peculiar:

"Não aguenta mais comer? Não consegue fechar a boca? Nós temos a solução pra vc! Ligue agora para xxxx-xxxx. Desconto de 70% para as primeiras 15 ligações!"

O coração disparou.
Era isso, finalmente! Uma esperança! Mal conseguia acreditar!
Ainda com os dedos lambuzados de chocolate ("danem-se as dietas!"), alcançou o telefone.
Os dedos gordinhos teclaram os números, com a ansiedade de quem vai casar.

_ Alô?!
_ "Closed Lips", boa tarde! Em que posso ajudar?
_ É que eu li o anúncio...
_ Ah, sim, claro, o anúncio! A senhora é a 14ª a ligar, por pouco perde o desconto, hein?!
_ E-eu só queria uma informação...
_ Mas é claro, senhora, informação é tudo! Estou cadastrando seu telefone e a partir de amanhã, o "Closed Lips" já estará disponibilizado para a senhora...simples assim. Serão 48h gratuitas, afinal, boquinha fechada, gordurinhas dissolvidas!

_ Mas espera, vão ser 48h de graça mesmo?
_ Claro, senhora, sua satisfação é nossa alegria! Tenha uma boa tarde!

Antes que pudesse dizer mais alguma coisa, a atendente desligou o telefone.
"Mas que doida...como vão me entregar o produto? Vão pesquisar meu endereço pela lista telefônica?! Eu, hein!"
Deu de ombros e foi ver TV. Preparou petiscos, e foi se empanturrando de mais bombons, churros e pipoca (doce e salgada). Como se não bastasse, devorou - sozinha - um pote inteiro de sorvete com calda de chocolate.
O sono chegou e foi ali mesmo, em frente à tv, no sofá, que desabou em um sono profundo.
Horas mais tarde, acordou, com o dia amanhecendo.
Tentou bocejar, mas não conseguiu. A boca não abria.
Passou as mãos nos lábios e sentiu algo áspero, estranho. Foi correndo se olhar no espelho e horrorizada, viu que no lugar da boca, tinha agora um zíper. Por mais que tentasse, não conseguia abrí-lo. Entrou em desespero. Lágrimas desciam pelo seu rosto, mas choro não se ouvia. Só murmúrios.
"Que é isso, meu Deus?! Que loucura!"
Tentou abrir a porta do apartamento, mas a maçaneta sumira.
As janelas estavam lacradas. Estava presa em sua própria casa e pior, sem poder comer.
Assustou-se com o toque do telefone. Foi atender correndo, afinal, fosse quem fosse, ouvindo seu murmúrio, poderia desconfiar de algo e chamaria a polícia.

_ Bom dia, senhora! Espero que esteja satisfeita como nosso "Closed Lips". Super eficiente, vai deixar a senhora em forma...em forma de linha!!
_ Hmmm, hmmmm!! Hmmmm!!
_ Isso mesmo! Temos certeza que em 48h, a senhora vai querer usar nosso produto para sempre!

Desolada, deixou-se cair no chão.
Telefone na mão, pensou em todos os pratos deliciosos que não comeria, os milk-shakes que não tomaria, tudo o que não provaria em 48h.
"Vou morrer..."
Cansada de tanto chorar, caiu no sono outra vez.
Acordou enxugando as lágrimas, mas podia, de novo, sentir seus lábios. Levantando-se com dificuldade (estava pesada!), foi se olhar no espelho.
Tinha sido um sonho...um sonho, não, um pesadelo!
Correu até a sala e pegou o telefone.

_ Alô!
_ Alô, pois não, em que posso ajudá-la?
_ É da Academia Perca Peso Feliz?
_ Perfeitamente, senhora...
_ Eu queria me matricular...urgente!




Cláudia Banegas
Enviado por Cláudia Banegas em 04/10/2007
Código do texto: T680671

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cláudia Banegas). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Banegas
São Gonçalo - Rio de Janeiro - Brasil, 51 anos
248 textos (16217 leituras)
7 e-livros (635 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 05:07)
Cláudia Banegas