Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma Vida

Era uma vez um menino negro que nasceu numa favela. Seu nome era João. Ele tinha 8 irmãos e todos passavam fome e moravam apertados no barraco de 10 metros quadrados.

Eles passavam fome, mas não desistiam da vida e amavam  seu pai, que nunca tinham conhecido, e a mãe, que lutava todo o dia para dar a eles, de vez em quando, algo para comerem.

O menino cresceu. Virou homem no Brasil. Analfabeto, ignorante, joão-ninguém. Conseguiu emprego na cidade grande. Salário de fome e muito trabalho pesado. Um dia conheceu Maria. Moça simples, mas trabalhadora e honesta. Namoraram, noivaram, casaram. Foram viver na favela, na mesma que João tinha vivido na infância. Tiveram 9 filhos. João trabalhou até o último dia de sua vida para dar de comer a seus filhoes. E assim acabou sua história.

Não. Assim fica bruto demais. Vamos sonhar um pouco.

João nasceu na favela. Desde pequeno trabalhav a para ajudar sua mãe, e com muito sacrifício, estudava à noite. Sua dedicação aos estudos foi recompensada quando ele conseguiu entrar na faculdade. Aos vinte e oito anos, era um médico formado. Então João pode dar um lar de verdade para sua mãe e irmãos e construir sua própria família, junto com sua mulher, Maria, que tinha conhecido na faculdade e se apaixonado a primeira vista. Durante toda sua vida, João foi um excelente médico, que sempre será lembrado por ter ajudado pessoas humildes quando estar precisavam de assistência.

Não. Muito falso.

João nasceu na favela e viveu com seu pai, que muito lhe batia, até os 10 anos. Aí caiu no mundo. Fez um pouco de tudo: foi trombadinha, assaltante, traficante estuprador, assassino. Aos 23 anos foi morto por policiais e seu corpo jogado no rio.

Não também. Isso pode ofender aos espíritos mais sensíveis.

Na verdade, João nasceu na favela, mas morreu três dias depois. Morreu antes de conhcer as maldades do homem, a discriminação da sociedade e a pobreza de sua família. Morreu sem conhecer a esperança de uma vida melhor. E isso foi melhor do que ter vivido.
Kleronomas
Enviado por Kleronomas em 23/10/2007
Código do texto: T705991

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Kleronomas
Osasco - São Paulo - Brasil, 43 anos
6 textos (402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 07:57)