Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A PRIMEIRA VEZ

A PRIMEIRA VEZ
J.B.Xavier

Sou uma garota bem moderninha, tenho 16 aninhos e um corpinho que põe loucos todos os garotos do bairro. Mas, na hora do "vamos ver" eu "afino", dou uma desculpa e nunca consigo ir em frente. Mas, desta vez vai ser diferente. Prometi isso a mim mesma. Bom, ele chegou-se para mim calmo e com um sorriso cálido nos lábios. Sob aquele olhar enigmático, fui me reclinando automaticamente, enquanto meus músculos se contraíam. Ainda tentei afastá-lo enquanto pensava numa desculpa, mas ele insistiu, aproximando-se cada vez mais. Delicadamente, perguntou se eu estava com medo. Claro, sacudi a cabeça negativamente e deixei-o ir em frente. Ele tem muita experiência, e aos poucos estava apalpando-me nos pontos certos e o toque de seus dedos faziam-me estremecer. Meu corpo ficou tenso, mas ele fez tudo de maneira muito gentil, como tinha prometido. Então senti que algo muito especial iria acontecer. Ele olhou no fundo dos meus olhos e pediu que confiasse nele. Disse-me que fizera isso muitas vezes, e, portanto, sabia que iria dar tudo certo. O sorriso dele fez com que eu relaxasse e me abrisse ainda mais, para facilitar as coisas. Uma certa ansiedade foi tomando conta de mim, e numa agonia sem fim, pedi que ele fosse mais rápido. Ele sequer me ouviu, e continuou trabalhando lentamente, cuidando para que eu não sentisse dor. À medida que foi forçando, pedia que eu me abrisse mais e mais, até que comecei a sentir minhas mucosas cedendo, cansadas de resistir...
Então a dor começou a se espalhar pelo meu corpo e comecei a sentir um leve sangramento. Ele me olhou preocupado e perguntou se estava doendo muito. Meus olhos teimavam em não deixar cair a lágrima rebelde, mas sacudi a cabeça e dei o sinal verde para que ele continuasse. Ele vacilou diante do meu sofrimento, mas insisti que fosse em frente. Então ele começou a fazer movimentos ritmados de um lado para o outro, mas eu estava entorpecida demais para senti-los. Finalmente, após algum tempo, senti que algo se rompera dentro de mim. Ele parou instantaneamente seus movimentos e ficou me observando com atenção. Eu estava ofegante e aliviada por aquilo ter terminado. Ele me olhou com um sorriso caloroso e me disse que eu fui a mais difícil, e a que exigiu mais de suas habilidades especiais. Eu apenas sorri levemente, e agradeci ao dentista. Passei bem pela experiência de extrair um dente pela primeira vez!

* * *
Conheça o livro de contos motivacionais "Caminhos" - de J.B. Xavier
http://www.submarino.com.br/books_productdetails.asp?Query=ProductPage&ProdTypeId=1&ProdId=225727&ST=SE
JB Xavier
Enviado por JB Xavier em 20/03/2005
Código do texto: T7083
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
JB Xavier
São Paulo - São Paulo - Brasil
1049 textos (178998 leituras)
50 áudios (18289 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:19)
JB Xavier

Site do Escritor