Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR, PIEDADE & ARREPENDIMENTO

Certa vez ocorreu de uma mulher, que aparentemente amava muito seu namorado e sua família, ser tragicamente baleada durante um assalto sofrido tarde da noite enquanto voltava para casa depois de um longo dia de trabalho...

Assim que ficou inconsciente sua alma foi levada sem demora para o céu pelo Anjo da Morte, que escolta a todos no pós-vida a fim de que possam ser julgados por Deus. No caminho pela estrada que leva para o céu o Anjo conversa com Ela:

Todos os dias, a todo o momento, no mundo inteiro, almas sofridas sobem aos céus para serem julgadas, porém a sua é uma das mais intrigantes que já levei... Lastimável que Eu já saiba qual é o seu fim...

A mulher apenas se mantém em quietude, Ela parece estar em choque pelo que aconteceu. Incrédula no que vê e ouve, pensa Ela:

- “Eu estou sonhando... Eu estou sonhando...”

É um aparente pesadelo cujas palavras proferidas em sua mente são o único conforto... Logo ambos chegam em frente a um enorme portão. Havia diante deste um imenso trono de ouro onde estava sentado Jesus Cristo e ao redor dele havia três anjos. Os quatro guardavam a entrada do local que conhecemos biblicamente pela referência “Éden”, ou Paraíso...

A extrema esquerda dalí, muito distante mesmo, havia escuridão entre as nuvens e desta ecuridão veio o Diabo em pessoa gritando e reclamando:

- A morte anda facilitando demais a vida desse pessoal. Ela chegou em fim!

Assustada, a mulher observa a face do Demônio que é incrivelmente familiar a alguém:

- Por que está me olhando assim meu amor? A noite de hoje não foi boa pra você? Achei que você gostasse daquele motel... Ou será que não foi por que não fizemos aquela posição que você gosta? Hum... Ah já sei! Esqueci de te dar os setecentos que prometi... Bom, mas estou aqui pra redimir isso e pra fazer com que você fique de vez comigo por toda eternidade! Não era esse seu sonho?

Jesus Cristo olhou para a mulher por alguns segundos e viu que seu semblante demonstrava um imenso pavor e desentendimento. Então Ele falou:

- Filha... Já não sabias que este é o pai das mentiras? Por que largara aquele que te ama incondicionalmente para viver apenas o que dura por um momento?

O Demônio se exalta e começa a acusar a mulher de adultério. A face do Diabo se transmuta, revelando um ser horrível e muito feio. Da sua boca saem três línguas que possuem mais bocas, uma por cada língua, com dentes afiados nas pontas e salivantes. As bocas ficam a cospir fogo toda vez que Ele fala.

A mulher mal pode acreditar, porém era verdade o que via...
Jesus Cristo se silencia então e se põe a ouvir atentamente as blasfemações dirigidas a Ele e as acusações do Diabo contra a mulher:

- O proíbido é mais gostoso não é minha querida? Vou mostrar quantas vezes Ela se deitou comigo e quantas vezes Ela se vendeu pra mim! Eu disse que você tinha morrido a toa não disse? Foi tolice perder a vida por esses lixos, mas fazer o que se você quis... Essas cópias mal feitas não são dignas de perdão algum, essas drogas já vem danificadas de fábrica mesmo! É sempre a mesma coisa, o mesmo defeito... Bom, pelo menos meu trabalho fica mais fácil... Onde é que Eu estava mesmo? Ah sim, lembrei...

Com um movimento de sua mão o Diabo faz Um lago de fogo se abrir no chão, que era parecido com as nuvens do céu que vemos em um dia de Sol. E neste lago de chamas todos contemplam a vida daquela que está sendo julgada. Ela chora vendo que tudo começou por que queria mais além de amor verdadeiro, por que a vida era difícil mesmo sendo amada...

O Demônio gargalha insanamente, olhando para o rosto de tristeza da acusada, convicto que a alma dela irá para o inferno sem dúvidas.
Ele mostra as imagens da vida dela e explica com detalhes todas as vezes que Ela traiu seu namorado, todas as vezes que Ela mentiu, mostra também a solidão do rapaz que a esperava em casa todos os dias tarde da noite para ouvir a mesma desculpa e ainda assim acreditar... Num certo momento a criatura estala os dedos de uma das mãos, num gesto malandro até, e a projeção cessa. Ele Dá um sorriso extremamente malicioso e anda em direção aquele espírito que está alí a ser julgado.

- Já chega! É suficiente! Vem neném, vamos brincar de setecentos anos de sofrimento, sua alma é minha filha do pecado!

Agarrando a mulher pelos cabelos Ele a arrasta céu afora.
Ela tenta se livrar, gritando e se debatendo, contudo é inútil. Nesta situação, e visivelmente sem salvação, aquela alma se arrepende de tudo que fizera e deseja do fundo de sua existência pedir perdão àquele que a mesma fez sofrer em silêncio por amá-la...

Jesus Cristo, sábio e entendedor de todo ser ao fundo, olha para um de seus anjos e num segundo este vai retomar a mulher das mãos do Diabo que estava levando-a legalmente para o inferno. Quando sente não ter mais peso em sua mão a arrastar Ele se vira para trás e inicia novamente suas reclamações:

- O que é isso?! Essa alma é minha por direito! Eu a exijo, Você viu tudo o que Ela fez? Toda dor e sofrimento que Ela causou aquelas pessoas e aquele que Ela enganou sem nenhuma gota de arrependimento? Não vou permitir que Ela saia disso sem culpa, é a lei que Você mesmo criou! Não se intrometa em um assunto que já está claramente resolvido!!!

Jesus Cristo, com muita serenidade, sorri e faz um gesto pedindo silêncio. Todo o céu se silencia. O Senhor então olha para aquela alma, tida como condenada, exprimindo uma face de dó e compaixão. O Anjo cessa de protejer a mulher e esta anda vagarosamente até Jesus se ajoelhando diante de seu trono. Ela  suplica com todas as forças ao que tudo pode, para que pelo ao menos possa pedir perdão aquela pessoa em especial...

O filho de Deus, novamente, pede silêncio e diz:

- Filha... Está ouvindo isso? Esses choros, essa oração... Você reconhece esta voz?

Após um intervalo a mulher reconhece que há uma pessoa chorando ali...

- É Ele! Por favor, Senhor! Deixa-me falar com Ele mais uma vez! Por tudo o que é mais sagrado!

Jesus Cristo sorri se dirigindo a Ela:

- Mas filha, Ele já está falando com você. Na verdade Ele está ao seu lado agora... Você sabe o que Ele está dizendo?

- Não senhor...

- Ele está dizendo a seu corpo na terra e a mim, aqui no céu, que Ele já sabia de tudo e que mesmo assim não pode viver sem você... Ele daria a própria alma se pudesse salvar a sua.

A mulher abaixa a cabeça enquanto chora e a intensidade de suas lágrimas aumenta cada vez mais a cada instante. O demônio ruge em um estado de loucura suprema e com um imenso anseio de arrastá-la de vez para o inferno.

- Essas lágrimas são falsas! Eu bem conheço a falsidade. Tira teu anjo da frente dela que Eu mal posso esperar para levar essa alma promíscua! O que é que tem haver um vivo orando por um morto?! Sai fora! Ela já está condenada, Ela não sabe o que é amor por que Ela viveu é pelo prazer, pelo dinheiro e pela vontade de ter o que ninguém tem! Não me aborreça mais com essa história de perdão!

- Sabe por que você está tão bravo e sarcástico todo este tempo?

Diz Jesus ao Diabo que se põe a responder na ponta da língua...

- Não quero saber! Eu quero é que você pare de argumentar e deixe-me fazer o que tenho que fazer! Nem Ela mesma pode se defender e nem tenta, sinal de que Ela se considera culpada e que Ela gostou das dezenas de vezes que Eu possuí seu corpo, das incontáveis vezes que o dinheiro fez a mente dela perceber o quão bom é “ter condição”, o quão maravilhoso é ter um aparente futuro promissor... Negue isso agora vadia!

Olhando com um enorme temor para o Diabo, que a acusa incessantemente por tudo que Ela se submeteu em vida, a mulher começa a ter lembranças de todas as vezes que se deitou com aquele homem bonito e sedutor, se recordando também de que desejava parar sempre todavia seu desejo por Ele era inexplicavelmente maior que sua vontade...

Jesus continua a ter com o Diabo:
 
- Você se atrela tanto ao negativo por que sabe que não a levará...

- Não! Não!! Não!!! Eu vou levar Ela sim! Vou levar agora!

Aquela alma de joelhos em frente ao trono do que tem o poder de julgá-la levanta a cabeça e dá um sorriso de felicidade olhando para Jesus depois de ouvir o que Ele disse. Os outros dois anjos que estavam ao lado do trono vão até Ela e a levantam. Eles sorriem para a mulher enquanto Jesus pronuncia em voz alta para que todos ouçam no céu:

- O arrependimento é a salvação! Eu vejo diante de mim uma alma arrependida e ouço, como todo o céu ouve, a oração e a súplica de um filho que possui um amor além do compreensível por sua companheira que pecou em vida... Há os que vêm a mim e desejam entrar no céu a força, mostrando o que fizeram de bom, há os que vêm a mim aspirando salvar sua pele do Diabo condenando o mundo... Mas essa a minha frente não quisera salvar sua alma, de fato não queria ir para a geena, apenas me pediu humildemente que pudesse se perdoar com aquele que ama...

Satanás, vendo que esta para perder a situação, tenta ainda seus últimos argumentos:

- Ah! Não me venha com essa! Ela não ama ninguém! Só a si mesma e por isso tem que ir para o inferno mesmo. Vem! Não adianta é uma prostituta que se vendeu por poder e se deixou levar pela riqueza!!!

- Não... Você não pode leva-la... Pois Ele dobra os joelhos todas as noites e joga a face por terra pedindo a salvação dessa alma. Ele não é perfeito, porém tenta ser por amor a Ela e devoção a mim. Todos os dias a voz dele chega a mim e a oração dele me anima, me enche de orgulho. Vejo que há ainda os que amam seu semelhante como a si mesmo ou ainda mais. Não seria justo Eu não atender a essas orações, aquele que pede, e ainda pede de coração puro, nada posso negar.

- Não acredito nisso! Essa puta sem salvação vai se safar? Que merda!

Nesta última palavra vulgar o céu chega a estremecer por um segundo. A criatura bufa de raiva em silêncio, todavia se acalma e começa a rir sem aparente razão pronunciando em seguida:

- Mas não adianta: Ela vai pecar de novo que EU SEI e quando isso acontecer vou leva-la dessa vez direto pro poço de agonia eterno...

O Diabo mostra suas línguas para a mulher e retoma a sua face e corpo belo que a fizeram pecar em vida:

- Vamos nos ver em breve minha gostosa, muito mais vezes... E com certeza agora vai ser melhor que da última vez!

Lambendo a própria face obscenamente, enquanto seus olhos flamejantes a observam, o Demônio some dali gargalhando em uma nuvem de fumaça negra que fede a enxofre.

Jesus então dá um último conselho antes de permitir o retorno:

- Filha... Saiba que milagres são frutos dos humanos e não meu poder. Vocês são quem fazem isso acontecer. Nunca subestime esse dom e acredite naquele que te ama como Eu. Apesar de humilde e pouco ter a oferecer em riqueza do mundo Ele tem algo que é mais valioso do que qualquer preciosidade que o tempo destrói: É o amor dele por ti, aceite e guarde isso no fundo do seu coração, é o maior presente que alguém pode ter em vida. A lealdade e a verdade andam contigo, saiba dar valor a essas duas coisas.

- Eu vou senhor! Muito obrigado! Sei agora o significado do que é amor de verdade, quem me ama de verdade...O Senhor me salvou do inferno.

- Não filha... Teu arrependimento te salvou e o amor daquele que pranteia sobre teu corpo, naquele leito, te leva de volta à vida e te dá mais uma vez o perdão, como sempre fez...

Um dos anjos pede, logo após o discurso, para que a mulher feche os olhos:

- Faça valer a pena amada...

Fala ao pé do ouvido dela o celestial ser fechando os olhos da absolvida. Ela começa a ouvir então um som que parece o de um relógio. Quando abre os olhos o Anjo da Morte está a sua escolta novamente pelo caminho da vida. A mulher se lembra, ao vê-lo, do que havia ouvido dele antes e o questiona:

- Você disse que era uma pena já saber o fim da minha vida... Era por que Eu deveria ir pro inferno mesmo?

- Não...

- Não?

Ela fica intrigada:

- Então por que você falou aquilo?

O Anjo da Morte respira fundo e expira um ar de decepção, respondendo a questão logo após:

- Por que é chato demais saber sempre como tudo acaba, seria mais interessante se Eu não soubesse. É por isso que nunca me atraso minha criança...

Depois disso Eles continuam a caminhar em silêncio e chegam no portão da vida. A Morte se despede:

- Outra vida entregue...É aqui que nos separamos. Não é sempre que passo por este caminho. Saiba que tem que ser muito especial para voltar por aqui ou ter um motivo muito bom pra isso... Todavia um dia nos veremos novamente. Isso é uma certeza universal...

- Mas agora vai ser diferente

- Eu sei bem, Ele viu que isso será bom doravante...

O portão dourado se abre e uma luz intensa é emitida dalí. Ela adentra por alí  correndo de olhos fechados sem ter medo do que poderia acontecer.

Em um segundo seus olhos tornam a abrir-se vagarosamente. O ambiente é diferente do da rua escura onde ocorreu aquele incidente infeliz. É um lugar onde há luz forte e um aparelho que sinaliza com um barulho agudo e chato o tempo todo...

- "O que? Isso... É um hospital?"

Enquanto recobra a consciência pouco a pouco ea raciocina isso. Ao ter maior controle de si Ela sente um peso sobre sua barriga... Levantando-se a mesma tem a visão de um homem que parecia estar dormindo sobre seu corpo. Os olhos dele lacrimejavam e sua respiração era forte e soluçante como a de uma criança que dorme depois de um castigo...

Este era a pessoa que mais a ama. Aquele que sempre espera que Ela volte quando vai para qualquer lugar longe dele.
Com muita delicadeza, a mulher estende a mão até os cabelos de seu amado e acaricia lentamente o topo da cabeça dele enquanto o mesmo desperta do sono com uma certa lentidão. Ele parece estar muito cansado.

Ao sentir a mão de sua namorada o acariciando Ele dá um sorriso para Ela dizendo:

- Ei... Que bom que Você voltou...

Ela sorri de volta como nunca o fizera antes olhando para Ele como se contemplasse a coisa mais bela que já havia encontrado na vida.
Inevitavelmente lágrimas descem de seus olhos face abaixo...

- O que foi?

Pergunta, enquanto se levanta, o preocupado homem que estende a mão até o rosto da amada enxugando suas lágrimas.
Ela pega com suas duas mãos a mão dele e deita a face nela fechando os olhos beijando-a segundos após isso.

Desviando em seguida o olhar para seu namorado a mulher faz um gesto batendo bem devagar na cama para que Ele chegue mais perto dela.

Ainda sem entender muito Ele senta no leito onde Ela repousa.
Com um grande carinho a mulher abraça-o pela cintura colocando a testa em seu ombro. Ele dá um beijo no topo de sua cabeça a fim de confortá-la:

- Não se preocupa com nada... Eu estou aqui, tudo já passou...

Soluçante, Ela o aperta ainda mais em seus abraços:

- Eu sei... Por favor... Me desculpa por não ser tão boa em enxergar isso... Perdão.

- Esquece isso. O que importa é que você está aqui comigo de novo... Aí: Uma hora achei que ia te perder pra sempre! Mas Deus foi bom pra gente e permitiu esse milagre de hoje... Eu amo muito você sabia? E muito mais agora.

Dando um sorriso Ela responde:

- Eu também...
J Ivo Coração Negro M
Enviado por J Ivo Coração Negro M em 14/11/2007
Reeditado em 07/05/2009
Código do texto: T737073
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J Ivo Coração Negro M
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
54 textos (4354 leituras)
1 áudios (42 audições)
1 e-livros (283 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 17:44)
J Ivo Coração Negro M