Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SAUDADES ETERNAS SAUDADES.

     Saudades quando você surgia por aquela  pequena janela entre aberta,vislumbrava-me com o seu rosto terno e puro. Olhos semi abertos a me vasculhar sobre a calçada em um névoa fina mas eu a divisava  apesar da neblina.Seu rosto angelical, seus cabelos lisos sedosos e negros,emoldurava-a nas faces em franjas lisas a escorrer pelo seu rosto deixando apenas os olhos amendoados e negros resplandecendo em volta.
As vezes com tranças e eu sonhador,pedia que jogassem-nas reportando-me para o célebre Romeu e Julieta.
     Saudades nas manhãs de domingos das missas, do refeitório após as missas.Do barulho das xícaras se tocando,talheres caindo,conversas palavras ao vento e em meio ao barulho eu a ouvia e sentia o retumbar de nossos corações o pulsar do amor.Nossos olhares se acomodavam no fundo de nossas almas.
     Alheio a tudo eu ouvia. Voz meiga e aveludada a proferir juras de amor eterno aos meus ouvidos.
     Saudades quando a vi entremeada às cortinas azuis daquele palco de espetáculos a fazer um contraste à sua pele alva e macia, emoldurando todo um clima de amor daquele primeiro ato.Seu corpo destacava contrastando com aquele azul celestial das cortinas que bailavam  ao sabor do brisa.Seus olhos negros, sua pele macia por entre meus dedos,sentia seu lábios ávidos e quentes e ardentes tocando os meus.
     Saudades do mesmo palco quando de um evento cantávamos os versos alusivos "a um garoto que como eu amava Beatles e Roles Stones",mas que me reportava a um amor esfuziante do que os versos que ainda hoje habita meus pensamentos.
     Saudades dos encontros proibidos e furtados naquele imenso colégio onde o proibido faria os encantos e os desencantos de nossas vidas.
     Saudades dos encantos e meu repudio aos desencantos que nos levou aos desencontros e nos privou de nossas aventuras fortuitas.
     Saudades, saudades doídas mas saudades sentidas, ainda no hoje, no fundo de minha alma.
Saudades....saudades.

Diney Marques
Enviado por Diney Marques em 20/11/2007
Reeditado em 29/06/2016
Código do texto: T745176
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Diney Marques
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
359 textos (53200 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 08:25)
Diney Marques