Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quem sou eu?

QUEM SOU EU?

Após 43 anos tenho medo...
Medo porque e de que?
Desafios, dores...

Sempre aprendi que sofrimentos são desafios.
Desafios? São amadurecimentos para nosso ser.

Está noite me senti tristonha, angustiada...
Chorei baixinho abraçada ao meu travesseiro
que hoje é meu confidente.

Nestas horas tento dominar a mim mesma.
As vezes consigo, e as vezes não.

É quando eu me aprofundo em mim mesma e começo
a usar sem restrições o meu coração.

Dentro dele eu sei que tem bondade e
entendimento para a minha vida.

Sinto-me perdida, mas caminho para a frente...
Ao meu lado meu grande  amigo está "o tempo".

Ninguém melhor que o tempo, poderá mostrar-me a
solução das minhas dúvidas.

Levanto a cabeça e vejo o céu, respiro fundo...
Agradeço e suplico ajuda ao GRANDE DONO DO MUNDO.

Levemente sinto-me em paz e vou me acalmando...

Mesmo assim ainda me pergunto?
Quem eu sou?


             

(Escrito com meus sentimentos reais)
 Música tocada durante o texto:
Ave Maria
__________________________________________________________
ABAIXO VOCÊS VERÃO UMA ENTREVISTA QUE FOI TIRADA DA REVISTA VEJA MUITO LINDA.

Hoje recebi uma mensagem "O sofrimento de Jim Caviezel-O autor que interpreta Jesus no polémico filme "A Paixão de Cristo",de Mel Gibson,". Era um texto: extraído da Revista Isto É Gente.
Após ler o texto juntei com o acontecimento nesta noite e escrevi.
___________________________________________________________

Segue a parte do texto extraido da REVISTA ISTO É GENTE
Repito: EXTRAIDO DA REVISTA ISTO É GENTE.

*O sofrimento de Jim Caviezel

O actor que interpreta Jesus no polémico filme "A Paixão de Cristo",de Mel Gibson, deslocou o ombro, teve um corte de 35 cm nas costas e foi atingido por um raio durante as filmagens.

Jim Caviezel tem as mesmas iniciais do seu personagem e
tinha a mesma idade que ele quando filmou "A Paixão de Cristo".
 
Considerado anti-semita antes de estrear, o filme gerou muitas expectativas, que se refletiram na bilheteira – nos Estados Unidos,arrecadou no início cerca de 200 milhões de dólares.
Nada mau para um longa-metragem falado em aramaico e latim.

Para Caviezel, no entanto, aprender as línguas foi fácil perto do lado físico.
O que poderia ser considerado o papel de sonho para um actor,
tornou-se num pesadelo.
 
Ele teve diversos tipos de infecção, terríveis dores de cabeça e foi atingido por um raio.
Mas não se arrepende. De voz suave e belos olhos azuis,
escondidos no filme por lentes castanhas, o actor não gosta de falar sobre a sua fé.
 
*Como foi escolhido para o papel ?
Quando fui chamado para o teste, disseram-me que era um filme sobre surf.
Mas Mel Gibson começou a falar sobre o Evangelho. Depois de algum tempo, eu disse-lhe: “Você quer que eu interprete Jesus ?”. E ele respondeu: “É isso mesmo”.
 
*Foi difícil aprender aramaico e latim ?
Isso não foi o mais difícil. A parte física foi muito pior.
 
*Fazer o papel aumentou a sua fé ?
Certamente. Mel não me contratou porque sou religioso.
Ele pensou que eu era a pessoa certa para o papel. Mas a minha fé veio num momento importante. Quando estava a fazer este filme, era importante que eu rezasse. O que é que Cristo provavelmente faria ?
Cristo provavelmente rezaria. Então, eu rezei.

*Como era o processo de maquilhagem ?
Nos períodos piores, demorava das 2h da manhã até as 10h.
Precisava de ficar curvado, e eles aplicavam-me a pele. Era torturante, começou a enfraquecer-me.
Era difícil de engolir a comida, sentia sempre frio, desloquei um ombro, lutei contra a hipotermia, sofri uma infecção no pulmão e uma pneumonia, tinha um corte de 35 centímetros nas minhas costas, esfolados e dores por causa das correntes, dores de cabeça severas e infecções na pele – e, um dia, fui atingido por um raio.
                                               
*Como aconteceu ?
Nós estávamos num penhasco, a prepararmo-nos para filmar
o Sermão da Montanha e fui atingido por um raio.
As pessoas começaram a gritar e contaram-me que eu tinha fogo
nos dois lados da cabeça e uma luz em volta de mim. Foi assustador !
Você esteve perto de não sobreviver ?
Muito perto.

Usar a coroa parece desconfortável.
Era muito difícil. Tinha dores de cabeça porque os espinhos eram presos por um fio na minha cabeça, já que o vento era demais.
E tinha de focar com o meu olho fechado, o que me levou a terríveis dores de cabeça também.
 
*Quais foram os efeitos em você ?
Foi muito cansativo. Tinha de duas a três horas de sono por noite.
Você começa a ficar louco e a entrar em pânico. Não conseguia respirar, estremecia, não tinha paciência. E tive essas dores de cabeça, que me atormentavam.
 
*De quanta força física precisava para ficar na cruz ?
Tinha de ir ao ginásio das filmagens porque ia ficar na cruz o dia todo naquela posição estranha. Precisava de força. Finalmente, quando estava na cruz, foi tão mau que, na altura em que digo, “Senhor, por que me abandonaste ?”, eu realmente senti aquilo !
Posso dizer que, passando por tudo isto, compreendi muito profundamente que Ele existe. Eu amo-o mais agora do que nunca.
 
**Mel disse que o Espírito Santo esteve envolvido na produção do filme.
Você acredita ?
Sem dúvida. Nós somos ambos católicos romanos.
Ele marcou uma missa em latim para mim. Eu também recebia todos os dias
a comunhão eucarística antes de filmar. Somente um dia é que não a recebi e foi o dia do raio !
 
*Por que receber a comunhão eucarística todos os dias ?
Foi como eu me envolvi com Cristo.
É o que ele diz: este é meu corpo, dado por vós. Corpus Christi.

*A mensagem do filme evoca questões espirituais. Você conseguiu respostas ?
Perguntaram-me muitas questões espirituais, e eu não sou o tipo de pessoa que pode respondê-las. Às vezes olho para as pessoas e digo: “Porque é que pergunta ? Você quer saber as respostas ou quer encontrar algo para que possa me apresentar como um maluco religioso ?”.
Minha fé em Jesus é verdadeira.
 
*Onde encontrou a sua fé verdadeira ?
Quando respondo a essa questão, as pessoas pensam: maluco religioso.
Se não podem atacar a mensagem, atacam o homem. O que eu posso dizer é:
Tire-me disso, assista ao filme e veja se faz algo por você.
No final das contas, não é só um filme religioso. Quando você vai ao Vaticano e olha a Pietà, você diz: “Só os católicos romanos podem ver a Pietà,
somente eles podem compreender ?” Não. É universal.
 

Jim Caviezel
o mesmo actor que entra no filme "Olhos de Anjo"
 
Texto: extraído da Revista Isto É Gente

Cida Janes
Enviado por Cida Janes em 30/05/2006
Reeditado em 29/12/2006
Código do texto: T165993
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (" HISTÓRIAS REAIS DE MINHA VIDA ". Solicito manter meu nome no final do texto. Obrigada). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cida Janes
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 51 anos
89 textos (54378 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 15:46)
Cida Janes