Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PECADO CAPITAL - PREGUIÇA

Lucimara era assim, só preguiça, levantava e passava o dia na preguiça.
Uma preguiça crônica, nada queria fazer.
Comia pouco, de preguiça.
Estudava pouco, de que? Preguiça.
Sair nem pensar, e a preguiça.
Um dia conheceu Alfredo, rapaz agitado, vivia fazendo coisas.
Gostava de acampar, surfar, um bólido.
Lucimara então resolveu deixar de lado, a preguiça.
Durante um tempo, tudo correu bem, Lucimara acompanhava Alfredo,
Mas estava sempre cansada demais.
Quando casaram, ai tudo piorou, ela nada fazia, até fazer amor tinha preguiça.
Ele foi se cansando de Lucimara e sua preguiça.
Um dia foi embora, Lucimara ficou doente.
Ironia! Morreu de preguiça.
Luiza Porto
Enviado por Luiza Porto em 01/06/2005
Código do texto: T21203
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luiza Porto
São Paulo - São Paulo - Brasil, 71 anos
468 textos (35408 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:07)
Luiza Porto