Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

De volta para o passado

     Os dois estavam sentados nos fundos do vão livre do MASP, onde antigamente era o mirante do Trianon. Estavam exatamente no mesmo lugar onde deram o primeiro beijo como namorados, mas agora estão para discutir a relação. Diego e Natália formavam o típico casal de namorados, com idades próximas, na mesma faculdade, porém cursos diferentes e com passados diferentes também. Namoravam há um ano e a relação vem passando por certas crises sem motivo, como desconfiança exagerada por parte da Natália e ciúme demasiado por parte do Diego. Quando a conversa estava no clímax o telefone de Diego tocou e ao atender viu que o número era desconhecido.
_ Alô
_ Diego? É você?
_ Sim, e quem é você?
_ Não acredito que não se lembra de mim. – disse a voz de uma menina.
_ Não, tenho a mínima idéia de quem seja você.
_ É a Aline, nós estudamos juntos no 2° colegial.
_ Ah, agora eu to lembrando, e ai tudo bem com você? – perguntou Diego que na verdade se lembrava vagamente.
_ Estou bem, e ai o que anda fazendo da vida?
_ Eu to fazendo faculdade de Economia e você?
_ Faço Educação Física, o que você acha de a gente se ver.
_ Agora?
_ Pode até ser se você quiser.
_ Beleza, mais tarde te ligo no número que apareceu aqui no celular.
_ Ta jóia, vou esperar. Beijos.
_ Outro. – Diego não disse beijos pra não dar na cara.
_ Era uma menina? – perguntou Natália.
_ Não, era um amigo que tinha perdido contato.
_ Como você é cara de pau mesmo, claro que é uma menina, é por essas e outras que a gente não anda bem. Se tivesse deixado o telefone desligado não teria acontecido isso.
_ Não podia, alguém de casa poderia ligar.
_ Ah sei, mas quando você ta jogando baralho com seus amigos você desliga porque sabe que naquela hora ninguém vai te ligar, exceto eu que preciso ficar ligando no telefone dos outros. Quer saber, cansei disso. – disse Natália com voz nervosa e saiu dali a passos bem rápidos. Diego até tentou ir atrás, mas não foi porque ela tinha razão sobre a relação entre eles que estava ficando desgastada.
     Diego foi a pé para casa, pois morava a duas quadras da avenida Paulista, e durante a caminhada recebeu outra ligação e dessa vez ele conhecia, pois se tratava de Giovana, uma garota que fazia parte de um grupo de amigos que ele fez no começo da faculdade, mas que ficou disperso ao longo do tempo, afinal ele estava no último ano. A conversa entre eles foi rápida, e Diego acabou dizendo não para um convite que Giovana lhe fez para ir até um barzinho junto com outros amigos. Ele até ficou com peso na consciência, pois dias atrás um amigo seu até lhe disse que Giovana andava perguntando por ele e que queriam conversar para reatar a conversa, pois depois do namoro com a Natália ele sumiu completamente das rodas de amigo, ficando apenas com uns poucos que jogam baralho.
Naquela mesma noite Diego se encontrou com Aline e conversaram por um bom tempo. Houve até um momento em que o olhar dos dois se encontraram e por alguns segundos um encarou o outro, mas não se beijaram nem falara nada, voltaram a conversar outro assunto. Horas mais tarde apareceu um cara dos tempos do colegial e ficou conversando com eles até a hora de irem embora.
Diego chegou em casa e foi direto para a cama, e ali deitado ficou pensando e relembrando tudo que ocorrera naquele fim de tarde, e quando chegou a hora de lembrar o momento em que ficou conversando com Aline, algo lhe chamou atenção, na hora não deu importância, mas agora o fato ganhou um peso diferente: aconteceu que num dado momento Aline tinha saído para ir ao banheiro, mas na verdade ela foi para outro lugar e ficou conversando no telefone com alguém, outro fato que Diego nem se deu conta na hora foi sobre a ligação de Aline, afinal como ela tinha conseguido o número, ou melhor, quem lhe teria dado. Depois de lembrar tudo isso Diego pegou no sono e dormiu.
     Ao longo da semana, ele e Aline conversaram praticamente todos os dias e na sexta-feira ele trocou o happy-hour da empresa onde ele trabalha por um encontro com Aline e outras pessoas que fizeram colegial com eles. Diego não gostou muito desse encontro, pois as pessoas que ele reviu continuam as mesmas: Rodrigo continua fissurado por carros e fazendo as mesmas piadas daquele tempo, Flávio continua folgado, Vanessa continua chata e oferecida, apareceu depois também o Daniel que pouco fala e muito faz, antigamente pouco falava e pouco fazia. E Aline, bem, ele quase não falava com ela, então não tinha como saber se ela mudou pra melhor ou pior, ou não mudou nada. Da mesma maneira que Diego não viu mudanças nos outros, eles também não viram mudanças nele e por isso fizeram as mesmas piadas que ele voltou a cair como antes. Diego começou a se encher e foi embora, Aline até tentou insistir que ele ficasse, mas não conseguiu. Durante a volta Diego percebeu que em certos momentos Aline conversou bastante com uma garota que ele não lembra se estudou com eles no colegial.
No dia seguinte, Diego e Aline finalmente ficaram, depois ficaram outra vez e quando se deram conta estavam namorando. Diego tinha esquecido Natália completamente desde quando ela o deixou no vão do MASP, tem nem idéia se ela está com outra pessoa, mas ele nem está se importando com isso, por enquanto, pois está curtindo o momento com Aline.
     O tempo foi passando e Diego completou quase dois meses de namoro com Aline e nesse tempo ele percebeu que ele mudou, na verdade começou a agir como era antes, agindo como se tivesse dezessete anos, ele voltara ao passado literalmente e não fosse um grande amigo ele não teria percebido isso, e nem teria percebido que Aline estava o fazendo de trouxa, pois ela só foi atrás dele porque queria causar ciúmes para o cara com quem estava namorando. O que Diego não entendia e questionava Leonardo, o seu grande amigo que estudou com ele apenas no terceiro colegial, que lhe disse que a garota com quem Aline conversou foi a pessoa que deu o número do celular dele, mas Diego não tinha idéia de quem era.
     O namoro relâmpago entre Aline e Diego terminou e só muito tempo depois ele descobriu que a menina que lhe deu o número foi Natália e não a menina misteriosa. O motivo de Natália fazer isso é algo que desafia a mente de Diego que apenas fez suposições, mas ele desconfia que ela queria terminar o namoro e ficar com outro cara e foi atrás do passado de Diego e conheceu Aline e o resto da história já foi contada.

12/08/06
Miguel Rodrigues
Enviado por Miguel Rodrigues em 12/08/2006
Código do texto: T214793
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Rodrigues
Barueri - São Paulo - Brasil, 33 anos
1434 textos (42672 leituras)
6 e-livros (1681 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:42)
Miguel Rodrigues