Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O MENINO QUE QUERIA SER DOUTOR - Capítulo XVI

     Os dias que antecederam minha partida foram só de passeios. Passeis inesquecíveis...

     Chegou afinal o dia. Partiria no vôo das quatorze horas.

     Amanheceu o dia. À noite eu não tinha conseguido pregar o olho. Augusta também não. Levantamos bem cedinho. Ficamos nos adorando os últimos momentos que ficaríamos juntos, antes da minha partida.

     Há dias tínhamos ido à fazenda para avisar meus pais e eles vieram para se despedirem de mim.

     Chegou a espinhosa hora de ir para o aeroporto, meu coração parecia que ia sair pela boca. Eu tremia como uma vara verde.

     Na hora de me separar de todos pensava que não iria resistir, mas Deu deu-me forças. Todos choravam, até os homens, parecia que eu iria para a guerra. Augusta, coitadinha, estava pálida e seus olhos fundos me fitavam, de seus lábios perfeitos e cor-de-rosa saiam estas palavras:

     - Vá, meu amor, vá em paz, lembre-se de mim sorrindo e não chorando, eu sei que todo este nosso sacrifício será para o nosso bem. A andorinha voa, os répteis se arrastam, eu choro por você e em seu peito uma chama te ilumina. Solte-se como a andorinha, nunca, mas nunca mesmo se arraste como um réptil. Seja forte, sublime, eu te espero e seremos um dia o casal mais feliz da face da Terra...

     Não consegui responder-lhe nada. Apertei-a em meu peito, beijei-a e sai sem olhar para trás. Como há anos.

                     *   *    *

     A longa viagem me cansou muito. Por toda a viagem Frederico tentava me distrair, assistira toda a cena da despedida.

     Nada me tirava do pensamento minha doce Augusta.

     Chegamos a Santarém e fomos direto para o hotel.Mergulhei-me na cama e tentei dormir para não me lembrar de nada.
Maria Lúcia Flores do Espírito Santo Meireles
Enviado por Maria Lúcia Flores do Espírito Santo Meireles em 30/08/2006
Código do texto: T228700
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Lúcia Flores do Espírito Santo Meireles
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 58 anos
152 textos (4027 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:59)