Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sentada a beira do caminho...

Viver é arriscado, e escrever mais ainda, principalmente quando partilhamos essa vivência com outras pessoas, que ao terminarem a leitura de um texto nosso, faz aquela cara de quem comeu e não gostou e logo depois levantam a plaquinha com nota zero. Triste missão essa nossa, a de escrever e ainda por cima se fazer entender, e pior ainda ter que agradar.

Dia desses insinuaram que eu seria mais uma dessas pessoas que escrevem à beira do caminho, escritora de beira de estrada mesmo. E eu nem sabia que se escrevia em beira de estrada! Sei que se vende coco gelado, biscoitinhos, à vezes tem um botequim para a gente aliviar um pouco a coluna durante uma longa viagem, mas que tinha gente ao léu escrevendo sobre não sei o que, isso juro não sabia. Vivendo e aprendendo. Mas eu que tão bem reflito sobre tudo que ouço durante meu dia, nessa minha  existência que serve também para se aprender com os outros e suas idéias, penso que até que não seria de tudo ruim, escrever assim na beira da estrada. Ver os carros passando, caminhões com cargas, quem sabe até ter a sorte de ver um circo indo de uma cidade à outra. Eu e minhas idéias... essas minhas “medíocres” idéias que afetam tanto o cotidiano das pessoas, que diferente de mim vêem tudo cinza e sem vida.

Não posso me juntar à culpa que elas sentem por não enxergarem a beleza de uma estrada vazia, num horizonte qualquer, perdido num mundo de pensamentos. Minhas teorias de vida, tão julgadas e tão pouco compreendidas, aliado a um raciocínio rápido que espera entrar em conflito para rapidamente agir, escrever, denunciar, informar e por que não dizer ensinar um pouco às pessoas, que de tão práticas e experientes, acabam perdendo a beleza das pequenas coisas.

Gostei mesmo da comparação, tanto que decidi escrever sobre, já que ainda não tinha conseguido escrever nada hoje, estava sem inspirações. E agora me vejo sentada num banquinho de madeira, com um bloco na mão, escrevendo sobre como ser feliz nessa vida, sem afetar a felicidade dos outros.
Cláudia Sabadini
Enviado por Cláudia Sabadini em 06/09/2006
Código do texto: T234028
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Sabadini
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
280 textos (29922 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:38)
Cláudia Sabadini