Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PASSA-TEMPO

Pôs a bebida bem ao seu lado... O abajur portátil refletia a luz o suficiente para que conseguisse ler algumas linhas... Desinteresse era o que mais possuía naquele instante: pela leitura em si, pelo tema, pela circunstância que levara a essa escolha no meio da noite.

Sabia que tinha algo de errado em tudo aquilo. Era o desvio de foco, a desconcentração quanto ao objetivo que precisava alcançar... Não conseguira nada, e de repente percebera que este fora seu erro crucial: desviar-se da rota. Não a corrigiu. Nem sequer percebera que saíra dela por completo. Deixara-se levar pelo vento de qualquer sussurro... Como uma folha seca caída de uma árvore qualquer...

Desde então se perdia em meio a pensamentos nenhuns, olhando o vazio das coisas, a insignificância dos ambientes... A única direção que ainda conseguia fazer seu coração se acalmar era a direção do alto, do azul do céu ou mesmo do róseo da noite de chuva...

E reforçava sempre dentro de si que nada mais nem ninguém lhe valeria um tempo ou um esforço, uma mão estendida ou um sorriso no rosto... Não mais dispunha da solidariedade ou fraternidade, simpatia e amizade que antes lhes eram naturais...

Tudo e todos lhe eram sempre fonte de lágrimas, dores, lembranças dos malogros em que se envolvera...

Reconhecia que se tornara uma pessoa lamuriosa, cheia de lamentações e murmúrios... Sabia do erro de fazer deles sua fonte de defesa, mas não conseguia encontrar outras, ou utilizar outras existentes e construtivas – nem mesmo conseguia enxergar outras opções.

Quanto a nova situação, lembrava com afinco: Errara uma vez, não cairia novamente no mesmo erro. Se escolhesse por isso, saberia ao certo ser apenas uma escolha efêmera, apenas como passa-tempo. Aliás, na sua mente, era o que pretendia com todas as escolhas que lhe ocorressem dali em diante.

A convicção dentro de si era forte de que não mais havia possibilidades permanentes na vida, nos meios, nas pessoas. Tudo passageiro, tudo passa-tempo.
ana K
Enviado por ana K em 28/09/2006
Código do texto: T251331

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ana Karina Dutra - www.kaka-anak.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ana K
São Paulo - São Paulo - Brasil
219 textos (15873 leituras)
3 e-livros (265 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:46)
ana K