Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A RECEPCIONISTA

-Papai, o senhor pode vir buscar a Maria Eduarda, amanhã, depois da sua caminhada?
-Claro que posso!
-Fale com a mamãe para dar um banhozinho nela, o almoço e, depois, vocês a levarão para o colégio.
-Tudo bem, Ula.
E assim o avô fez.
Antes de chegar em casa, ele passou na igreja e a garotinha ficou encantada com a sala do dízimo, onde seu avô trabalha, e disse:
-Padre Pedro, você arruma um emprego aqui na igreja pra mim?
-Você tem quantos aninhos?
-Quatro, assim, olha.
-Então, quando você fizer cinco, pode vir trabalhar com seu avô. Eu deixo.
-Oba! Muito obrigada!  Eu quero tanto ser “decepcionista”!
-É recepcionista, Dudinha.
-Vovô, sabia que eu quero ser manicure, também, quando eu crescer?
Na hora de irem embora, o sacerdote deu um papel em branco, para a menina escrever.
Saindo dali, passaram na padaria. Quando chegaram, a menina foi puxando a sua mochila e disse:.
-Vovô, segura este papel para mim.
-Estou com as mãos ocupadas com pastas de documentos, sua bolsa de brinquedos e a sacola de pão. Por que você não segura, Dudinha?
-Porque esta mão aqui, vovô, está de dieta.




Anna Célia
Enviado por Anna Célia em 11/10/2006
Código do texto: T262145

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Anna Célia Dias Curtinhas _ http://annacelia.multiply.com/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna Célia
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 70 anos
1158 textos (55234 leituras)
1 e-livros (216 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:29)
Anna Célia