Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Angústias vividas

Pensamentos suicidas

Sentia-se angustiada, a dor que existia em seu peito era deprimente. Queria de todas as formas esquecer tudo aquilo, mas não conseguia.
Estava vivendo um inferno em sua vida, não aquentava mais tanta dor. Então decidiu, tomar uma decisão, sua vida não tinha mais sentido mesmo, ia acabar com tudo logo. Não queria mais viver daquela maneira, estava decidida.
Se arrumou como nunca tinha feito em sua vida, estava impecável, toda maquiada, estava linda.
Saiu de casa decidiu comprar umas coisas afinal seria a ultima vez, não ia fazer mal.
Entrou em várias lojas, de cada uma saia com algo. Ficou mais de três horas no shopping.
Olhou para o relogio, já estava na hora de voltar pra casa. Foi pra casa e decidiu fazer o jantar, preparou á mesa, colocou um prato estava sozinha, colocou umas velas para enfeitar. Preparou se prato preferido, ligou pra pizzaria e pediu uma pizza de mussarela. Esperou sentada no sofá, enquanto esperava decidiu por um filme para assitir. Pensou em por um Drama mas preferiu uma Comédia.
Seria bom rir pela última vez.
Sua pizza chegou, pegou-a e não comeu estava tão concentrada no filme, que quis voltar a vê-lo o mais rápido possível. Riu tanto que sua bariga chegou a doer. Quando o filme por fim acabou ela pensou: -Meu Deus o que estou fazendo, o que estive pensando o dia todo.  Descobriu que estava preste há cometer uma loucura, sua vida era maravilhosa, era bonita, inteligente, rica, era uma mulher idependente, era forte apesar de tudo, não podia se deixar por uma bobagem, uma traição, um homen que não valia a pena.
Pegou sua pizza que já estava mais do que gelada e comeu, saboreou por um momento e tinha sido a melhor coisa que tinha provado em anos. Decidiu ver mais filmes, decidiu rir mais, deitou-se e acabou pegando no sono.
Na manhã seguinte quando levantou-se sentiu-se uma nova mulher, estava renovada, estava tão feliz de estar ali. Olhou pela janela, o sol estava brilhante naquela manhã, ela senti a suavidade do vento, respirou fundo, deu um sorriso e rezou uma prece silênciosa. Agradeceu á Deus por estar ali, por te-la salvo de seus delirios, de te-la impedido de cometer um erro irreversível.

Muitos de nós acorda um dia, e decidi que aquele será o ultimo. Nesses dias pensamos em todas ás loucuras possíveis, e nos esquecemos de nós dar um pouco de atenção, esquecemos de nos presentear, sendo com um presente se tivemos dinheiro, sendo com um simples jantar há dois, só com você e com você. Sendo com um simples abraço forte e apertado, sendo como um simples sorriso.
Já ouvi noticias de milionários que cometeram suicidio, eles tinham se perdido de sí mesmos, e não tinham se achado.
Enfelizmente é assim que a história acontece.
Nossa vida está ótima, mas num piscar de olhos, algo que jamais imaginamos acontecer acontece. Então nos desesperamos e tentamos todas ás loucuraa possíveis.
Mas o importante nesta história é: Nunca nos perdemos de nós mesmos, sempre seguir em frente , nunca deixar de confiar que dias melhores virão, nos presentear todos os dias com um sorriso, com um abraço, jamias nós deixar, confiar que somos capazes e acima de tudo nos amar profundamente.
FIZ este pequeno textos pensando nos que sofrem, assim como já sofri e de vez enquando sofroo.
Fiz para recuperar nossa auto-estima nem que seja por um dia, pois sei que no outro tudo estará bem.
Ingrid stein martins
   
Poets Of Night
Enviado por Poets Of Night em 23/10/2006
Reeditado em 24/10/2006
Código do texto: T271199
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Poets Of Night
São Paulo - São Paulo - Brasil, 27 anos
82 textos (10575 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:38)
Poets Of Night